Acesso à internet melhora no Brasil, mas ainda está longe do ideal

Crédito da imagem: Akamai.

Crédito da imagem: Akamai.

Essa semana foi publicado o relatório quadrimestral State of the Internet (situação da internet), produzido pela Akamai, uma das maiores, se não a maior, empresas de CDN (sigla em inglês para Rede de Entrega de Conteúdo) do mundo. Por seus servidores espalhados mundo afora, circula aproximadamente 30% de todo o tráfego da internet.

A velocidade média das conexões subiu para 3,1 Mb/s (ou 4 %) mundo afora, comparada ao quadrimestre anterior, com velocidade de pico em 18,4 Mb/a (aumento de 9,2 %).

A Ásia continua no topo da lista, com a Coréia do Sul apresentando a maior velocidade média de conexão, 14,2 Mb/s. Hong Kong leva o troféu na velocidade de pico, com impressionantes 63,6 Mb/s.

O uso de banda larga (acima de 10 Mb/s) cresceu em 10 % e já responde por 13 % das conexões mundiais. A Coréia do Sul lidera o uso com 50%. Na faixa de conexões com velocidade superior a 4 Mb/s os números melhoram, com uma adoção global de 46%. A Suíça lidera nessa faixa de velocidade, com 88 %.

E no Brasil?

Clique na imagem para ampliar. Crédito da imagem: reprodução Akamai.

Clique na imagem para ampliar. Crédito da imagem: reprodução Akamai.

O Brasil está na frente da Argentina, mas perde para potências como a Colômbia na América Latina. Mundialmente falando, perdemos para a gloriosa Latvia, mas até os EUA e o Canadá perdem para eles (devem ser as batatas).

Quando o quesito é a velocidade de pico, estamos atrás apenas do Chile, mas ficamos bem atrás de Latvia novamente (será o frio?).

Não aparecemos em nenhum top 10, apenas em origem de ataques DDOS (somos ráquers).

Crédito da imagem: Akamai.

Crédito da imagem: Akamai.

Se manifestações de insatisfação no Twitter e Facebook servem de termômetros, nem vale a pena ver os dados sobre conexões 3G, mas os dados estão no link para o pdf mais adiante.

Na prática, notamos que velocidade e qualidade de conexão variam muito de região para região. Como está a internet onde você mora?

Fonte: Akamai (pdf)

Relacionados: ,

Autor: j. noronha

Blogueiro em tempo integral e gênio nas horas vagas.

Compartilhar
  • Romulopb

    eu até queria ir pros 35 Mb mas ja liguei 2 vezes para GVT disseram que iam agendar e nunca ligavam… então eu desisti, quem sabe nas ferias eu tento novamente… se não por fim vou ao PROCON dizer que a empresa esta de acordo mas não se cumpre o agendamento…

  • Réquer, o negócio é réquer!!!! :3

  • Flávio Junior

    600kbps é o máximo, ande 50km e vc pode ter até 15mbps –‘

  • Romulopb

    Jesus, parece que os chineses voltam do trabalho, tomam um cafezinho e depois vão para internet clicar em links duvidosos! Esporte nacional?

  • Alcartur

    Latvia = Letônia, seria bom traduzir o nome do país ao invés de usar a versão em inglês, já que todos os outros nomes de países que constam no texto do artigo estão em português.

    • Will DL Souza

      Ah, não era Latveria? =(

    • Nemo Maxime

      e o cara sabia que Latvia era igual a Letônia? Não exige de quem não tem, é covardia.

  • Diego_F

    Aqui no centro de Florianópolis há boas opções. GVT, Oi e NET oferecem altas velocidades… Eu estou satisfeito com 10mbps da NET.

    A maioria das cidades de SC (até mesmo algumas das maiores), no entanto, só tem mais de uma opção no Centro. Os bairros costumam ter só Oi, muitas vezes com 1 ou 2mbps no máximo, e frequentemente nem isso conseguem entregar.

  • Davi Braga da Rocha

    Apenas um Mbps disponível em minha rua. Já tentei 2 Mbps VÁRIAS vezes e nunca consigo porta. :/

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples