Acesso à internet melhora no Brasil, mas ainda está longe do ideal

Crédito da imagem: Akamai.

Crédito da imagem: Akamai.

Essa semana foi publicado o relatório quadrimestral State of the Internet (situação da internet), produzido pela Akamai, uma das maiores, se não a maior, empresas de CDN (sigla em inglês para Rede de Entrega de Conteúdo) do mundo. Por seus servidores espalhados mundo afora, circula aproximadamente 30% de todo o tráfego da internet.

A velocidade média das conexões subiu para 3,1 Mb/s (ou 4 %) mundo afora, comparada ao quadrimestre anterior, com velocidade de pico em 18,4 Mb/a (aumento de 9,2 %).

A Ásia continua no topo da lista, com a Coréia do Sul apresentando a maior velocidade média de conexão, 14,2 Mb/s. Hong Kong leva o troféu na velocidade de pico, com impressionantes 63,6 Mb/s.

O uso de banda larga (acima de 10 Mb/s) cresceu em 10 % e já responde por 13 % das conexões mundiais. A Coréia do Sul lidera o uso com 50%. Na faixa de conexões com velocidade superior a 4 Mb/s os números melhoram, com uma adoção global de 46%. A Suíça lidera nessa faixa de velocidade, com 88 %.

E no Brasil?

Clique na imagem para ampliar. Crédito da imagem: reprodução Akamai.

Clique na imagem para ampliar. Crédito da imagem: reprodução Akamai.

O Brasil está na frente da Argentina, mas perde para potências como a Colômbia na América Latina. Mundialmente falando, perdemos para a gloriosa Latvia, mas até os EUA e o Canadá perdem para eles (devem ser as batatas).

Quando o quesito é a velocidade de pico, estamos atrás apenas do Chile, mas ficamos bem atrás de Latvia novamente (será o frio?).

Não aparecemos em nenhum top 10, apenas em origem de ataques DDOS (somos ráquers).

Crédito da imagem: Akamai.

Crédito da imagem: Akamai.

Se manifestações de insatisfação no Twitter e Facebook servem de termômetros, nem vale a pena ver os dados sobre conexões 3G, mas os dados estão no link para o pdf mais adiante.

Na prática, notamos que velocidade e qualidade de conexão variam muito de região para região. Como está a internet onde você mora?

Fonte: Akamai (pdf)

Relacionados: ,

Autor: j. noronha

Blogueiro em tempo integral e gênio nas horas vagas.

Compartilhar
  • Romulopb

    eu até queria ir pros 35 Mb mas ja liguei 2 vezes para GVT disseram que iam agendar e nunca ligavam… então eu desisti, quem sabe nas ferias eu tento novamente… se não por fim vou ao PROCON dizer que a empresa esta de acordo mas não se cumpre o agendamento…

  • Réquer, o negócio é réquer!!!! :3

  • Flávio Junior

    600kbps é o máximo, ande 50km e vc pode ter até 15mbps –‘

  • Romulopb

    Jesus, parece que os chineses voltam do trabalho, tomam um cafezinho e depois vão para internet clicar em links duvidosos! Esporte nacional?

  • Alcartur

    Latvia = Letônia, seria bom traduzir o nome do país ao invés de usar a versão em inglês, já que todos os outros nomes de países que constam no texto do artigo estão em português.

    • Will DL Souza

      Ah, não era Latveria? =(

    • Nemo Maxime

      e o cara sabia que Latvia era igual a Letônia? Não exige de quem não tem, é covardia.

  • Diego_F

    Aqui no centro de Florianópolis há boas opções. GVT, Oi e NET oferecem altas velocidades… Eu estou satisfeito com 10mbps da NET.

    A maioria das cidades de SC (até mesmo algumas das maiores), no entanto, só tem mais de uma opção no Centro. Os bairros costumam ter só Oi, muitas vezes com 1 ou 2mbps no máximo, e frequentemente nem isso conseguem entregar.

  • Davi Braga da Rocha

    Apenas um Mbps disponível em minha rua. Já tentei 2 Mbps VÁRIAS vezes e nunca consigo porta. :/

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja