Acer apresenta o Liquid S1, smartphone de 5,7″ com Android “quase puro”

gogoni-liquid-s1

Durante a Computex Taipei 2013, a Acer revelou seu novo smartphone Android, o Liquid S1, e com ele a empresa se torna mais uma empresa a entrar na briga dos “foblets”, deixando modelos de celulares menores que 5 polegadas cada vez mais no passado.

Antigamente eu costumava achar que telas grandes eram muita coisa, mas o fato é que com a melhoria das baterias, as pessoas querem jogar games melhores, assistir vídeos, ler livros e artigos e etc, e telas pequenas são limitadoras. Apenas precisamos melhorar cada vez mais a duração de cada carga, e podemos ter uma resposta em breve.

Voltando à Acer, o S1 é um aparelho pensado inicialmente para o mercado asiático e europeu e segundo algumas avaliações, seu Android 4.2 possui customizações mais suaves e apresenta recursos da versão stock, como puxar o menu com dois dedos, que o HTC One também possui.  Talvez indique um esforço das fabricantes em aproximar suas versões do sistema do original, já que a maioria dos usuários hardcore odeia essas customizações. É algo que a Motorola vem fazendo com a linha Razr, por exemplo.

Especificações:

  • Processador Mediatek quad-core de 1,5 GHz;
  • 1 GB de RAM;
  • display TFT de 5,7 polegadas com resolução HD de 1280×720 pixels (258 ppi);
  • 8 GB de espaço interno (expansível via Micro-SD);
  • redes 3G, Wi-Fi e Bluetooth;
  • bateria de 2.400 mAh;
  • dual SIM;
  • Android 4.2 Jelly Bean.

O Liquid S1 será lançado no terceiro trimestre na Bélgica, Holanda, Ucrânia, Rússia, Reino Unido e Alemanha por 329 euros. Não há previsão de lançamento para o mercado norte-americano ou brasileiro por enquanto.

Fonte: Engadget.

Relacionados: , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Paulo torres

    Procurem pela marca Zopo Mobile. Tenho um Z900S que usa a os chips da Midiatek (a.k.a. MTK).

    O meu é um MTK 6577 de 1GHz dual core, 512 de RAM, 4GB de ROM e Android 4.1.2 e da pra rodar praticamente tudo que tem na Play Store, só tenho que correr atrás de alternativas que são “exclusivas” para Smartphones “tops”.

  • Luis

    “Antigamente eu costumava achar que telas grandes eram muita coisa, mas o
    fato é que com a melhoria das baterias, as pessoas querem jogar games
    melhores, assistir vídeos, ler livros e artigos e etc, e telas pequenas
    são limitadoras.”

    Mas não é pra isso que serve um tablet? ainda mais com 3G.
    Tenho a impressão de quem gosta de fazer tudo isso ai num celular é o tipo de pessoa que não usa o telefone como telefone a tempos.
    Já virou até piada em alguns filmes com adolescentes assustados quando recebem uma “chamada de voz”.

    Sei la acho que sou da velha guarda como o Machete.

    • Luiz Felipe

      A Nintendo tem uma solução muito melhor que Android para esse problema.

  • abraaocaldas

    Vai chegar por mais de R$2000 com certeza :/

  • Não sei se é pelo processador MTK ou pela promessa de um Android quase puro, mas esse Liquid S1 me pareceu a versão tablet do RAZR D3. 🙂 😀