Executivo que trabalhava na Microsoft planeja criar a primeira marca oficial de Maconha dos EUA

marijuana-money

Algumas empresas conseguem o monopólio de mercado através da venda de uma droga, como pílulas, remédios e sistemas operacionais. Este ex-funcionário da Microsoft está levando a estratégia ao pé da letra. Depois de trabalhar seis anos como executivo na gigante do software, Jamen Shively planeja agora lançar a primeira marca oficial de produtos à base de maconha dos Estados Unidos. Para fins medicinais e recreativos.

É um mercado enorme que está apenas buscando uma marca!

Shively, que hoje tem 45 anos, era Gerente de Estratégia Corporativa na Microsoft quando deixou a companhia, em 2009. Agora ele busca novos ares, investindo em uma indústria completamente diferente: maconha legalizada. O anúncio dos planos foi feito esta semana durante uma coletiva de imprensa. O empresário já teria adquirido duas farmácias de manipulação da droga de Seattle, e pretende comprar outras na Califórnia e no Colorado. Ele ainda deixou claro que está interessado em comprar empresas que estejam totalmente dentro da legalidade, já que a empreitada é arriscada demais por si só.

É importante lembrar que o consumo de maconha nestes locais é legalizado. Em outros estados a coisa já é diferente. Ainda assim, o investidor pediu para que o governo dos Estados Unidos torne legal a troca do produto com o México, evidenciando sua ousada (para não dizer, surreal) estratégia. Quem está apoiando tal campanha é o ex-presidente do México, Vicente Fox, que esteve ao lado de Shively durante toda a entrevista. “Eu não sei ainda como isso pode ser feito, mas sabemos que este tipo de incentivo está sendo concedido às outras indústrias”, alegou ele ao jornal Seattle Times.

Former President of Mexico Fox talks during a news conference next to marijuana entrepreneur and CEO of Diego Pellicer Inc. Shively in Seattle, Washington

Shively começou a usar o entorpecente há 18 meses e desde então se tornou um grande entusiasta e evangelista da prática, se dizendo “completamente apaixonado pela planta”. Ele alega ser uma pessoa de respeito, com uma vida cultural ativa, estabelecido financeiramente e sem antecedentes criminais.

Seu sonho é um dia controlar 40% do mercado global de cannabis e, claro, lucrar muito com isso. “Vamos ao sucesso ou vamos pra casa”. E afirma: “Com este tipo de negócio, vamos ser mais ricos que a Microsoft!!

E eu pergunto: se ele conseguir mesmo vencer os limites políticos, alguém duvida que isso aconteça?

Fonte: Reuters.

Relacionados: , , , , , ,

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples