Digital Drops Blog de Brinquedo

Documentário sobre programadoras do Eniac

Por em 30 de outubro de 2007
emGoogle Miscelâneas
Mais textos de:

Site
  • naio21

    Fala sério: a segunda véia (da esquerda pra direita) é o Steve Ballmer com maquiagem e peruca, né?

    Não é possível, só pode ser…

    [ ]’s
    —-
    “Fanboys têm cura sim. Ela se chama lobotomia!”

    • crazybyte

      Segunda véia? Pô a primeira não é véia! É a pesquisadora… ela não é tão véia assim, só programou o Wordstar 1.0

      ———————————————
      Direto do meu (já nem tão) novíssimo Ubuntu 7.10

      • naio21

        Huahauhauhauh, é verdade!

        [ ]’s
        —-
        “Fanboys têm cura sim. Ela se chama lobotomia!”

      • http://blog.cobline.com Cobalto

        Isso que já ia reclamar!
        A primeira tá interessa, bem pegável eu até diria :D
        _________________________________

        Isto não é uma assinatura.
        Se fosse eu faria propaganda do meu blog aqui.

      • mariscal

        A primeira acho que é a “Kathy Kleiman”, não é uma das programadoras do ENIAC, mas sim a mulher que entrevistou as véias

    • Antony

      Eu ia dizer que era a mesma fantasia que o Robin Williams usou em “Uma babá quase perfeita”

      Cheguei tarde xD

      • http://dleafy.deviantart.com/gallery/ DavidS

        haha pior que parece mesmo!
        mas essa véia parece que bebeu umas antes dessa foto… olha a cara inchada dela… ops… mais repsito… ela programaou o tatatataravô de coisas geniais como o iMac

    • crazybyte

      Se olhar bem é o Ballmer de peruca e óculos, mas sem maquiagem.

      ———————————————
      Direto do meu (já nem tão) novíssimo Ubuntu 7.10

    • awregan

      Verdade vc chega ver a marca da peruca.

  • crazybyte

    Steve Jobs de preto;
    Ballmer de gravatinha borboleta;
    Steve Wozniak, por baixo;
    Larry Ellison de amarelo e
    Peter Norton de azul.

    confere?

    ———————————————
    Direto do meu (já nem tão) novíssimo Ubuntu 7.10

    • Sebastiao coelho

      confere.

      O stallman de saia rosa saiu pra protestar conta o uso militar do Eniac.

  • Rafael Vasconcelos

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK !!! ô povo ruin ! :P
    Agora falando sério, é interessante notar como essa discriminação é absurda, ainda mais quando a primeira programadora foi a Lady Ada Byron.
    Vou procurar o documentário no google video.

    ————————————————————–
    “Do que adianta saber fotografia se não tem nada bonito pra fotografar ?”

    • naio21

      E a Grace Hopper?

      [ ]’s
      —-
      “Fanboys têm cura sim. Ela se chama lobotomia!”

  • Natan

    Caramba, não sabia que tinha tanta mulher assim no projeto do Eniac. É uma pena que, agora que já estão mais velhinhas, elas sejam recompensadas pelo trabalho tão bem feito. Parabéns para elas !
    ————————————————————–
    Leitura Dinâmica

  • tcelestino

    Também fiquei impressionado com o que essas senhoras conseguiram fazer. :P

    obs: a Google teria que ter vergonha e patrocinar o documentário, inves de pedir doação. :D

    Tiago Celestino
    http://tcelestino.com.br/blog

  • mariscal

    O Cardoso podia se fantasiar de velhinha do Eniac.

  • Zmaster

    Dou os parabéns ao postador da mensagem que fez jus ao talento destas mulheres e sua contribuição para que chegasse-mos o que é hoje.

    É muito fácil criticar ou levar em em tom de piada estas grandes cabeças, mas analisar o quanto a contribuição delas foi importante e de deixar por terra qualquer opinião machista (por que macho cachorro é, quero ver ser homem) e desconsiderar a mulher exercendo papeis e funções importantes não somente na tecnologia mas em qualquer campo do conhecimento.

    Podemos considerar que são mulheres especiais que aproveitaram suas capacidades humanas em pro de um ideal, ao invés das de hoje que muitas poucas podem ser consideradas “mulheres” e dedicarem seus talentos humanos para evolução.

    A mulher atual(com excessões claro, pequenas mas têm) se preocupa demais com a aparência, ou seja, sua maior inimiga é ela mesma, supõe que sua produção pessoal pode lhe trazer respeito e status, mas quem é um pouco inteligente sabe como são e como serão tratadas e rotuladas.

    Isto não se difere de classe social, cor, religião, etc, mas de um pensamento deturpado da liberdade da mulher imposto em 64, quando através de movimentos Hippies as mulheres exigiam de vez sua liberdade e igualdade.

    É louvável o que foi realizado e justo, mas convenhamos, liberdade não é libertinagem, igualdade não é se tornar homem no sentido de atos e pensamentos.

    Adolescentes hoje ou até mais jovens não são mais educadas da maneira a se comportar como mulheres, nada mais de delicadeza e sensibilidade.

    Hoje é Orkut, ficar com quem, consumo de álcool ou seja o que lá, relações precoces demais. Se “adultos” já mal sabem de seus relacionamentos e comportamentos, o que pensar de pré-adolescentes?

    Uma juventude que não se aproveita o talento, que não sabe mais se portar e que não tem o mínimo de respeito pelos outros (há excessões, mas acredito que nem sempre são aceitos pelos outros).

    E o pior, mulheres que são as excessões não estão se mobilizando para exigir o devido respeito por parte destes brucutus da mídia e da sociedade.

    Queremos ver mulheres espertas, delicadas por natureza, altruístas e sensíveis com o sofrimentos dos outros.

    Chega de mulher casca siliconada sem cérebro, sem coração e bom senso. Que o único talento é posar pra revistas(achando que esta fazendo um trabalho sério mas que todos sabemos o que ela se tornou) e realizar programas de TV que não exijam cérebro.

    Donas-de-casa precisam se mexer também, porque grande parte gosta de um fofoca que vou te falar(coisa de gente desocupada).

    Tudo se tornou assim não por culpa de empresários ou articuladores da mídia impressa ou televisiva, mas de todos nós que permitimos isto.

    Acredito que muitos aqui não vão concordam por serem jovens e acharem o mundo uma eterna aventura sem riscos ou por ter uma mente onde possa explorar outras pessoas (mulheres) sem culpa ou remorso.

    Sim todos passamos por fases e situações até que similares na vida e no crescimento de experiências na vida, mas poucos são os que tomadas as lições sigam um rumo de respeito aos outros.

    Do ditado “POR QUE RESPEITAR CABELOS BRANCOS SE OS CANALHAS TAMBÉM ENVELHECEM”.

    PS: Pela 2° vez , se você mulher está tendo a oportunidade de ler esta mensagem, por favor, tomem providências quanto a propaganda das empresas fabricantes de cerveja, isto já está indo longe demais. Já que a internet é um meio de propagação de assuntos diversos, que seja esta a atitude de acabar com esse rotulamento de mulheres com bebidas.

    PS2: Para os machistas de plantão e seus pensamentos fúteis, lembrem-se que ser homem é muito mais que contar vantagens sobre quantas “mulheres” você se envolveu, porque na verdade não conheceu nenhuma.

    Bom senso a todos

    ———————————–
    COMO USO AS 3 CONCHAS?

    • FPViper

      Li o primeiro parágrafo, dps eu leio o resto…

      Sem zuera… creio que, quem fez brincadeiras com as senhoras em questão fez apenas por brincadeira, não desmerecendo o mérito alcançado pelas tais velhinhas…

      Qnt a machismo… é um mal da sociedade e vai ser muito difícil acabar (disse q vai ser difícil, mas não impossível e nem menos real)

      —-
      May the LAG be with YOU!

      • naio21

        Eu adoraria ter tido uma avó escovadora de bytes…

        [ ]’s
        —-
        “Fanboys têm cura sim. Ela se chama lobotomia!”

        • crazybyte

          Tô imaginando a cena:

          Enquanto isso em 1989

          Joãozinho: Minha vó fez essa blusa de tricô pra eu…
          Juquinha: Minha vó faiz bolo de fubá qui é um dilícia!
          Naiozinho10,5: Minha vó ráquiô o Blood Money do Amiga pra ter vida infinta

          ———————————————
          Direto do meu (já nem tão) novíssimo Ubuntu 7.10

          • naio21

            HuahuahauhauhauHuahAUHauhAUHUahuAHUahuAHAH!

            :-D

            [ ]’s
            —-
            “Fanboys têm cura sim. Ela se chama lobotomia!”

      • crazybyte

        Sem dúvida a zueira foi com Ballmer Guzzo e Cia…

        Parabéns para as senhoras, elas são exemplos assim como as meninas do Linuxchix Brasil

        No mais, prefiro escolher os profissionais com os quais vou trabalhar pela suas competências e não por outros detalhes como sexo, peso, cor, religião ou sistema operacional preferido.

        ———————————————
        Direto do meu (já nem tão) novíssimo Ubuntu 7.10

    • Draak

      Infelizmente tenho de concordar contigo, o que ocorre atualmente é a supervalorização da aparência, do ter, e não mais do ser. Isso não se restringe apenas às mulheres (mas elas são as que mais sofrem). A culpa em parte é delas próprias, que aceitam se rebaixar e se tornar “mercadoria”.