Digital Drops Blog de Brinquedo

Comendo pelas beiradas Microsoft abocanha 7,5% do mercado de tablets

Por em 26 de abril de 2013
emComputação móvel relacionados    
Mais textos de:

Site | Twitter
  • Mateus Abreu

    Usei um Surface Pro na semana passada e achei muito bom.

    • http://www.shimatai.com.br Wagner Shimatai

      Eu também usei e achei excelente. O conjunto todo (tela + teclado) é muito bom!

  • True Story

    Eu so me pergunto pq a microsoft resolveu usar Wide em vez de 4:3
    Isso alem de tudo facilitaria portar aplicativos desenvolvidos pra ipad

    • Felipe Lima ®

      pra evitar as patentes dos concorrentes

      • True Story

        Sera? 4:3 funciona muito melhor.

    • http://twitter.com/raphaeldovale Raphael do Vale

      Acho que tem a ver com o recurso de vc colocar duas aplicações ao mesmo tempo na tela. Aí uma fica na proporção 4:3 e a outra no restante da tela. Tenho um Surface RT, acho uma maravilha o recurso.
      Ele só fica um pouco desengonçado quando se usa na vertical, acaba ficando meio altão.

    • DesktopForever

      A Apple não iria deixar

      • True Story

        Duvido muito. Afinal existem e existiram tablets com tela 4:3. O proprio microsoft origami usava tela 4:3

  • arakawa

    A MS devia investir mais em tablets high end como o Razer Edge. Com aquele dock com hdmi e usb, vc coloca som, monitor, teclado e mouse decentes pra poder jogar e aproveitar todo o potencial do brinquedo e ainda consegue ter o negócio portátil quando precisa.

    • True Story

      entao voce quer um tablet feito pra atender o nicho,do nicho, do nicho…

      • arakawa

        Mas já não é o objetivo do surface pro atender o nicho do nicho do nicho?
        Conheço mais gente que trocaria note ou desktop por um surface se ele fosse igual ao da razer do trocariam pelo surface atual.

        • Felipe Lima ®

          meia duzia que isso, só vê q nenhum produto deste tipo vingou no passado

          o Atrix era +/- isso

  • http://miudostrocados.wordpress.com Rodrigo Santiago

    Meu sonho de consumo do momento é um Surface Pro com aquela capa/teclado pra substituir meu notebook de vez.

  • José Helbert Pina Ribeiro

    Acho que desde o início dos tempos o usuário médio sonha em usar o Office “de verdade” em tablet. Eu aqui em casa tenho um iPad de primeira geração e um Galaxy Tab 2 de 7″, mas quando o Surface Pro der as caras oficialmente por aqui, nem que seja pra pagar com carnê em 48x eu compro, assim vou poder gritar para o universo que “comprei pra trabalhar” sem ter que mentir pra minha patroa!

    • http://www.shimatai.com.br Wagner Shimatai

      Mas usar o Office de verdade em um tablet já era possível muito antes do lançamento do iPad (em 2007). Eu mesmo tinha um TabletPC (em 2006) que me permitia fazer praticamente tudo que o Surface Pro permite, com exceção da tela destacando do teclado (no TabletPC o teclado é fixado a tela, mas é reversível). Cheguei a usá-lo com Windows 7 e era uma maravilha, apesar do peso.

  • http://www.facebook.com/people/Paulo-Antonio-Santos/1177280783 Paulo Antonio Santos

    Quando teremos o Surface em nossa pátria amada, idolatrada, salve salve!?

  • Leonardo Lima

    Cardoso, ainda haverá mais reviews do Lumia 920?

  • True Story

    A microsoft atingiu muito bem o brasil com o nokia 520 a R$450, nao existe smartphone tao bom quanto esse no mercado com tal custo.

    • Ronildo Pinheiro

      Motorola Razr D1, manda abraços. É incrível esse bixinho e na mesma faixa de preço.

      • True Story

        D1 com single core, gpu de 2009, camera horrorosa padrao motorola e com o perdao da palavra um sistema ruim… que nao roda bem em NENHUM single core.

        • Felipe Lima ®

          melhor dar uma olhada novamente nos reviews, o D1 tem a melhor camera dos aparelhos nesta faixa de preço

          • True Story

            nem me darei o trabalho esses cels mais baratos geralmente tem uma camera horrivel mesmo.Mas grato pela info.

          • Ronildo Pinheiro

            Se olhar os reviews ficará impresionado. E está rodando o android tranquilo, o ruim ainda do Win8 é que não adianta, a loja de aplicativos é escassa.

          • ClaudioLisboa

            Mas tem crescido bastante. Realmente faltam aplicativos mais avançados.
            Aliás, desenvolver para WinPhone é uma alternativa e tenho certeza que tem muitos desenvolvedor correndo atrás disso.
            Dá uma olhada nos reviews do WP8, também… Não sou fanboy, digo porque realmente o aparelho é nota dez. Sim, eu conheço o Razr D1, não chega.

          • True Story

            Fora que agora a microsoft ta atingindo varios niveis de mercado com esses lumias baratos. Tu acha que nego vai comprar um cel que funcione e é atualizado ou vai comprar um que o sistema é uma bagunça e que tem virus?

    • ClaudioLisboa

      Eu adoro o meu 520. Mas sou da turma dos otários que pagou 550 reais no lançamento. Mas beleza, valeu muiiiiitooo a pena. Esse aparelho é incrível! Muito bom, mesmo.

      Aliás, foi justamente a qualidade desse aparelho que me deixou bastante curisoso para conhecer e usar toda linha windows 8. E olha que não uso windows desde o lançamento do Cheetah.

      • True Story

        Caceta. Abandonou o windows mesmo heim?rs

  • alexpiaz

    De onde vem esse número de 7.5%? E 7.5% do que? Mercado Americano, Mundo, Leste Europeu? Nenhuma fonte foi citada no artigo…

    • Marcelo Mosczynski

      Bom fui atrás dos 7.5% são de Tablets enviados (para quem enviaram não está implícito , mas acho que são para revendas).
      PS. Na maior parte dos sites, parece um copy / past de declarações da Microsoft, pois colocam a palavra “mananger”, que significa que não consolidou isso ainda, parece mais uma “expectativa” que uma “realidade”, pois o Q1 de 2013 ainda não terminou…

      • alexpiaz

        Ou seja, cerveja. Estes números são tão críveis quanto o ET de Varginha.

    • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

      Os sete vírgula cinco por cento estão em dois dos três links indicados no texto. ;)

  • Marcelo Mosczynski

    Desculpa a pergunta, mas 7,5% de que? Vendas para clientes finais ou para os revendedoes? Na Islândia? Já vimos essa história de venderem centenas de milhares de “algo” e na verdade, é só mais um malabarismo nos números.

  • Gabriel Arruda

    Engraçado, pelos reviews que vi, o Surface Pro é um “produto pato”: nada, voa e anda mas não é o melhor em nada: é muito pesado para ser um tablet e o teclado de um ultrabook continua sendo melhor que a capa.

    Nesse contexto, acho que um hardware mais simples e leve poderia ser uma boa opção se o Windows 8 funcionar bem. Alguém já testou os tablets equipados com processadores Atom? Eles possuem um bom desempenho com o Windows 8?

    • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

      Curioso, foi EXATAMENTE ASSIM que descreveram o iPad quando lançado.

      • Gabriel Arruda

        Não quero dizer que a ideia é ruim como falavam do iPad. Aliás, é uma ideia excelente o Surface Pro.

        É só uma questão temporária, certamente os próximos Surface serão mais leves, mais rápidos e (possivelmente) mais baratos que o atual. O primeiro iPad tinha o “problema” da memória de 256MB, mas isso foi logo resolvido nas próximas versões.

        Um Surface com Windows 8 e as dimensões/preço do “Surface RT” seria um produto muito bom. Os netbooks eram lixos porque tinham um desempenho sofrível, o Windows 8 sendo mais leve que o Windows 7 e a linha Atom melhorando é possível que seja um produto viável.

        Na minha opinião, um Surface por $600 rodando Windows 8 bem é matador. O Windows RT pode ser bom, mas como ferramenta de produtividade, o legado do Windows 8 é um baita diferencial.

    • http://www.shimatai.com.br Wagner Shimatai

      Cara, usei um Surface Pro com teclado e achei uma maravilha. Sem dúvida abriria mão de um notebook ou ultrabook por um Surface Pro. E olha que sou adepto do pinguim.

  • João Paulo Longo

    Completamente sem base o texto. Pelo The Verge com dados da Strategy Analytics, esses 7,5% são referentes ao Q1 de 2013 totalizando 40,6 milhões de tablets vendidos no período. 7,5% de 40,6 dá 3.045 unidades. Isso “significa mais de 3 milhões de unidades de Surfaces Pro e RT” ? Não.

    Tem mais: pela pesquisa temos Windows-branded tablet e não Microsoft-branded tablet. Dizer que esses percentual refere-se apenas aos Surface Pro e RT, deixando de lado os outros tablets com Windows OEM, é forçar demais.

    • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

      3.045.000 não é maior que 3.000.000?

      • Guest

        Global Branded Tablet OS Shipments (Millions of Units) (Q1 ’13)
        Windows: 3.0 (Strategy Analytics)

      • João Paulo Longo

        “3.045.000 não é maior que 3.000.000?” Não. Se você exclui propositalmente outros tablets Windows OEM da conta acredito que não passa de 3 milhões de Surfaces Pro e RT baseado na tal pesquisa que usou como base para o texto.

        EDIT: Não resisti, já que te sigo lá no Twitter: “Falo que a Microsoft vendeu mais de 3 milhões de tablets. Sujeito questiona dizendo que foram só 3.045.000. Hater > Matemática”.
        Então… a Microsoft não vendeu essa quantidade de tablets (Surface Pro e RT) segundo os dados, e sim de licenças do Windows. É tão difícil de entender ou distorcer dados é mais atraente?

  • Jorge Tambura

    Tiro no pé: se esses números forem verdadeiros, tá explicado a distância que Samsung, LG e outros fabricantes querem dos tablets da MS. Já seria o “roubo” de vendas e esses fabricantes dificilmente competiriam em preço com a MS (o Windows RT custa para os fabricantes U$ 90/tablet vendido). Explica também a queda mais rápida da venda de PCs. Futuro: bendito será o Linux-full para tablets (sem o Google/Android) que vai vender xing-lings que nem água no deserto, R$ 200 na Santa Ifigênia. De quebra, o mercado menor de PC vai ver mais Linux também – empresas em seus servidores preferem Linux e agora os fabricantes não vão querer dar $ para uma MS que compete com hardware.

    • DesktopForever

      Tiro no pé, não.
      Antes ninguém tinha SO próprio, exceto MS e Apple. O Linux permitiu que cada OEM tivesse o seu próprio SO, e estão lançando muito hardware com Linux, onde antes só instalavam Windows. Nada mais justo que a MS não se limite ao software e produza hardware também, é uma questão de se manter relevante e competitiva.
      Veja que as vendas de PCs caíram 2 dígitos, e mesmo assim a MS faturou mais que no mesmo período do ano passado.
      Dos tablets com Windows, o que mais vende são os da Microsoft, o resto tem tudo qualidade inferior e bloatware a vontade. Quem vai querer um que não seja da MS?
      A MS terá o melhor dos dois mundos, hardware e software próprio, estilo Apple, e SO que não se limita ao próprio hardware.

      • Luiz Felipe

        Fizeram o favor de comoditisar o software, desenvolvendo como codigo aberto ou distribuindo como freeware, antes somente o hardware era commodity. O resultado disso, eh que tanto a apple, quanto a microsoft se focam na integracao vertical software/hardware e servicos em nuvem para o sw/hw. Na verdade o que realmente importa agora sao servicos oferecidos. Por isso que a microsoft tem hardware.
        Quanto ao linux, ele nunca vai ver a luz do dia no mercado, ele eh um componente utilizado para construir qualquer coisa que precise rodar software em um processador. Ou seja, os “clientes” sao desenvolvedores de solucoes (hw/sw), linux eh um commodity e sozinho nao tem nada a oferecer.
        E mesmo muitas empresas preferindo linux, tem uns bons 25% do mercado de servidores rodando windows server, a microsoft vem crescendo nesse mercado e nao eh tao inespressiva quanto pensam.
        Dizer que os fabricantes de hardware nao vao dar dinheiro para a microsoft eh uma visao simplista. Por exemplo, a sansung fabricava partes usadas em iphone, mesmo fabricando galaxy concorrentes. Alias, eles nao dao dinheiro, mas se voce quer fazer um tablet, ou compra a licensa do windows, ou coloca android e paga royalt para o google, o android eh open source, nao de graca, existe o campo minado de patentes.

  • Pingback: Microsoft corta o preço dos tablets Surface RT « Meio Bit