Digital Drops Blog de Brinquedo

Última Fórmula: $ano_do_linux = YEAR(NOW())+5

Por em 16 de abril de 2013
emLinux Open-Source relacionados    
Mais textos de:

Site | Twitter
  • Andre Souza

    O GNU/Linux já está em quase 80% do mercado mobile sob o nome Android. Desktop? Irá morrer aos poucos… e que leve os bugs do Windows junto para a cova! ¬¬

    • http://www.shimatai.com.br Wagner Shimatai

      Acho que a tendência é um híbrido, como o MS Surface. Um amigo meu tem o Surface (sem ser o RT) e achei muito bacana! Eu tenho um TabletPC desde 2007 e já achava uma maravilha.

    • Kessler

      Sim, e a Intel e Microsoft vão ver o mercado de desktops morrer e não vão fazer nada. HUEHUEHUE

      • http://ceticismo.net/ Pryderi

        É. Nem se vende mais PC nem notebooks. Todas as lojas de informática estão indo à falência, pois ninguém mais monta micro. Ok.

        • Andre Souza

          Este pessoal pensa no mínimo 5 anos à frente, e já notaram que o usuário comum deseja mais mobilidade. Adaptar-se ou perecer, simples assim. u.u

          • Kessler

            Notebooks existem há mais de 20 anos e há uns 10 estão a um preço acessível, nem por isso o bom e velho computador de mesa foi completamente substituído.

            Se para algumas coisas nem notebook serve, que dirá um tablet ou coisa do tipo.

      • http://twitter.com/Darkus Darkus

        A Microsoft é a primeira que quer pular fora do mercado de desktops, vide a porcaria do Windows 8 (que em Desktops só fica usável com uns 2 ou 3 programas da Stardock).

        • Luiz Felipe

          O windows 7 está bem forte ai e provavelmente vai mais longe que o XP. o windows 8 é para tablets e meio que um teste para ver o que pode ser diferente.

      • Andre Souza

        A computação é assim mesmo… a máquina pode mudar tamanho e formato, mas eles vão achar como ganhar dinheiro mesmo assim! ;)

    • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

      Exato, mas os defensores do linux desktop curiosamente não aceitam isso, dizem que o Android não é “puro”.

      • Lucas Timm

        É puro e tem userland Linux — não tem é Xorg, coisa que em breve (infelizmente) o Linux no desktop também não terá.

        • Luiz Felipe

          o cianogen pelo menos nao tem userland do linux nao, eh apenas o kernel, o que roda no ring 3 eh o android mesmo. Nao sei da onde voce tirou isso, porque eu dei uma olhada no codigo fonte.

        • Andre Souza

          Se era para ser “puro” tinha que usar o Xfree86… rs. Xorg já é coisa destes meninos traidores capitalistas… kkkkk

          • http://www.facebook.com/people/David-Dias/100000196596988 David Dias

            hauhauaauhauahau.. ótima essa!!!

      • http://www.ubuntubrsc.com/ Julian Fernandes

        Correção: os defensores xiitas.

      • Andre Souza

        Honestamente? Mimimi. Quer pureza, vá pro GNU/Hurd, pois em uma análise desapaixonada nem o GNU/Linux é “puro”.

    • http://ceticismo.net/ Pryderi

      Qual tablet Android? Aquela maravilha da Positivo? (estive com um nas mãos. Aquela porcaria é presa com fita durex por dentro. JURO!) Ou aqueles maravilhosos vendidos a preço pouco superior a um quilo de tomates?

      • André Fuzatto

        tomate tá mais caro que alguns modelos por aí…

        • Eros

          Podem trocar agora as piadas com tomates e usem cebolas. É o novo vilão da vez.

      • http://twitter.com/Darkus Darkus

        Existem bons tablets Android com processador Snapdragon no dx.com por um preço baixo, é que aqui no BRBR o povo é desinformado e compra qualquer lixo.

      • Andre Souza

        Eu tenho um Orange TB7020 de US$ 69. Foi só colocar uma rom “pura”(cof, cof, cof) que ficou ótimo para BuracoON e GoogleLivros. O resto acabo fazendo no smartphone, é mais prático e portátil! :P

    • Luiz Felipe

      So que o android nao eh o linux, apenas o kernel, o usermode e varias outras coisas nem tem nada a ver.

      • Andre Souza

        Vamos pegar um Ubuntu como exemplo:

        Kernel = Linux.
        Ferramentas diversas de suporte e desenvolvimento = Projeto GNU.
        ” varias outras coisas nem tem nada a ver” = Cannonical, IBM, nVidia, Texas…

        Ou seja, qualquer GNU/Linux é uma colcha de retalhos, não só o Android.

        • Luiz Felipe

          Exato, por isso que o android não é o GNU/Linux, apenas usa o kernel.

    • Lucas Timm

      Só discordo que o desktop esteja morrendo, a Microsoft criou um monstro tão grande que nem ela mesmo consegue matar (estou olhando para você, Windows 8)

      • http://twitter.com/Darkus Darkus

        espero que a Microsoft morra com o W8 e o Xbox aways online.

    • http://twitter.com/Darkus Darkus

      Não creio que o Desktop morrerá, apenas ele se tornará coisa de entusiasta por hardware ou para quem precisa de um computador realmente potente, ou que gosto de jogar no PC, ou seja, poucas pessoas.

      Mas morrer, ele não vai.

      • RedVivo

        Poucas pessoas? Pessoas trabalham amigo, e para trabalhar usam desktop. Para estudar também… desktop ou notebook. Experimenta começar a trabalhar ou estudar e talvez você mude de ideia.

        • Andre Souza

          Há 30 anos não existiam PCs e as pessoas trabalhavam e estudavam com canetas, agendas e cadernos. Não ouso chutar como será daqui a 30 anos.

        • http://twitter.com/Darkus Darkus

          Poucas pessoas comparando atualmente.
          Eu acho notebooks umas boas bostas, mas fazer o que, a maioria adora…

          Eu pelo contrário não abro mão de meu desktop parrudo, mesmo tendo também um notebook (que é fraquíssimo e faz mais o papel de caderno que outra coisa).

      • Kessler

        Todos os “entusiastas” que precisam de um PC para fazer um texto de mais de 5 parágrafos. Realmente.

        • http://twitter.com/Darkus Darkus

          Fazer texto não, mas ouvir música com qualidade e JOGAR, com certeza.

          Pra digitar pouco já dá pra usar até celular…

      • http://www.facebook.com/thiago.cantero Thiago Cantero Mari Monteiro

        Concordo contigo!
        Acredito que o Desktop mudará seu conceito de design, como os de hoje nos “All-in-one”.
        Afinal não há maneira mais ergonômica do que utilizar com um computador com uma mesa e um assento adequado!
        E quando falamos de ergonomia, estamos falando de nossas limitações físicas, portanto acredito que não acabe nunca, apenas mude seu conceito!

        • http://twitter.com/Darkus Darkus

          E ainda tem o Oculus Rift vindo por aí para mudar a ergonomia do PC mais uma vez, provavelmente ele vai mudar de um gabinete para a própria cadeira.

          Pena que no conceito do Rift falta uma câmera para que possamos ver o teclado e mouse e o monitor ser totalmente virtual.

          Sinceramente não consigo imaginar forma mais agradável de usar computador do que isso! Talvez só jogando a imagem e som direto no seu cérebro.

  • http://wardzdesouzatv.wordpress.com/ Ward´z de souzA

    HAHAHAHAHAHAHAHHAHHAHAAHHAHAHAHAHAHAHAHA

  • Thomaz de Oliveira dos Reis

    ‘Como outra “prova” do sucesso do Linux mostram que a participação de
    mercado do Unix caiu 24,1% e a da Linux subiu 7,12%. Notem que não
    falaram para onde foram os 16,98% que faltam.’
    Cara, talvez eu tenha entendido errado, mas o Unix caiu (em relação a ele mesmo) 24,1% e o Linux subiu (em relação a ele mesmo) 7,12%

    Não seria essa a interpretação correta?

    • http://ceticismo.net/ Pryderi

      Sim, exato. Você vende 100 frutas, e esse número é imutável. Deixou a vender numericamente 24 unidades de uma e passou a vender mais 7 unidades de outra. Para que o número de frutas vendidas continuem em 100 unidades por mês, alguma outra fruta precisa vender mais.

      (Pelo visto, o pessoal do Meio Bit segue á risca a brincadeirinha: “quantos programadores são necessários para trocar duas lâmpadas? Nenhum. Eles só sabem contar de zero a um. Matemática não é o forte por aqui)

      • http://www.facebook.com/antonio.regert Antonio Regert

        Não é bem assim. Imaginemos que o Unix vende “50 frutas” e o Linux venda 100 frutas. Se o Unix vender 10% menos frutas (5 frutas a menos), o Linux precisa vender apenas 5% a mais para assimilar o mercado perdido pelo Unix (as 5 frutas). Deixei bem explicadinho. Qualquer dúvida é só avisar que mando um desenho.

        • André Maringolo

          Isso tudo sem contar o preço do tomate né?

      • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

        Você não pode reclamar tanto assim da matemática alheia, tio André! :P

      • Thomaz de Oliveira dos Reis

        Eu acho que antes de falar que alguém precisa aprender matemática, verifique bem, muito bem, se sua explicação realmente está correta. ;)

    • Marco Diniz Garcia Gomes

      Também reparei nisso.
      Perdeu 24.1% em relação à sua própria participação e não no mercado, até porque jamais o Unix teria mais que 24%

      • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

        Vinte e quatro VÍRGULA um: no idioma português não usamos ponto como separador decimal, o ponto é utilizado aqui como opção aos espaços para organizar cada 3 algarismos em números grandes. ;)

  • http://www.shimatai.com.br Wagner Shimatai

    Sem dúvida é um exagero enorme dizer que em 5 anos vai dominar 80% do mercado corporativo, mas eu particularmente tenho visto um modesto crescimento na adoção de Linux em empresas. Na antepenúltima empresa que trabalhei, ninguém usava Linux, na penúltima, 1 pessoa usava Linux. Na empresa atual, 50% dos desktops e notebooks usam Linux, inclusive no administrativo da empresa, o que me fez ficar impressionado, já que das vezes que vi alguém usando Linux também, eram de TI, e não usuários comuns.

  • http://www.facebook.com/joaopedromr João Pedro Rosa

    Vai ser muito dificil o Linux ser aceito por grandes corporações. Talvez no efeito calda longa sim, o Linux venha a dominar as pequenas e médias empresas, podendo até mesmo ser mais utilizado que o Windows, porém a Microsoft vai continuar dominando o mercado dos grandes.

    • http://www.shimatai.com.br Wagner Shimatai

      Fora que a Microsoft tem estratégias excelentes para o mercado corporativo, vide o Windows 7 Enterprise, que só é vendido para empresas a um preço em volume muito mais atrativo.

    • Lucas Timm

      Engana-se, trabalho com grandes corporações e tem mais Linux rodando aí do que eu mesmo imaginava. Não no desktop, é claro — aí, surpreendentemente, tenho visto muitos Macs chegando.

      • Rodrigo Fante

        É o que ia comentar, em desktops, quem vejo aumentando participação nas empresas no Brasil são os macs, 3,4 anos atrás era objeto raro, hoje toda empresa que visito tem alguns.

    • naoseidenada

      Vamos falar de desktop que é o que trata o artigo e acho que o seu argumento por que em termos de servidores o mais provável é que o Linux e outros Unices sejam maioria. A tendência é a migração das aplicações para as intranets corporativas. Há muita coisa que ainda precisa de um emulador 3270, mas estes emuladores e bons navegadores existem aos montes no linux. Nesse contexto o SO praticamente some para o usuário, seja Linux ou Windows e o suporte para o Linux pode ser prestado por uma das empresas que cuidam de distribuição. É verdade que há casos em que não compensa migrar aplicações ‘stand alone’ por que o custo é maior do que uma eventual economia com o suporte do linux, empresas nessa situação dificilmente migrarão.

    • naoseidenada

      Em casos de empresas que precisem de photoshops, 3d studios e similares em todos ou boa parte dos desktop também não compensa a migração.

      • http://fellipec.com Luiz Fellipe Carneiro

        Pacote Adobe é motivo pelo qual não uso uma distro Linux aqui.

  • http://twitter.com/TaylerPadilha Tayler Padilha

    Quando Linux rodar GTA, eu vou pro Linux.
    Ooops, nem Windows mais roda GTA. ;)

  • http://twitter.com/TaylerPadilha Tayler Padilha

    Quando Linux rodar GTA, eu vou pro Linux.
    Ooops, nem Windows mais roda GTA. ;)

    • http://twitter.com/Darkus Darkus

      Mas Linux roda GTA, nunca ouviu falar de Wine e Play On Linux?
      E quem precisa de GTA5 quando temos Saints Row?

      • Luiz Felipe

        Rodar significa jogavel ou simplesmente que não da erro? e o saints row consegue ser tão bugado que não roda nem no melhor hardware gamer.

  • http://www.facebook.com/people/Anderson-Andrighi/841759840 Anderson Andrighi

    Não acredito que o desktop vai morrer. Esse papo é parecido com o pessoal que disse que a rádio ia morrer. Acontece que é fácil você puxar número de crescimento para dispositivos móveis quando não existiam dispositivos móveis como antes. Não conheço nenhuma estatística sobre pessoas deixando de ter um desktop para ter apenas tablet ou smartphone.
    O que aconteceu é que o mercado de desktop encontrou o seu limite, algo que para maioria dos capitalistas não existe. A ideia é de que o mercado irá sempre crescer de maneira indefinida. O mercado de smartphone vai parar de crescer eventualmente, daí blogs alarmistas e mídia especializada vai dizer que é a morte da computação mobile.

    • http://twitter.com/Darkus Darkus

      Talvez apenas o desktop seja substituído por notebooks ou outros aparelhos para uso simples, mas para jogos, para entusiastas e para quem quer pagar pouco e fazer upgrade o desktop nunca morrerá.

      Mas concordo que ele já deixou de estar enraizado na cabeça das pessoas como melhor alternativa.

      Acredito sim que o Linux vai aumentar em participação nas empresas, mas não como eles imaginam (GNU/Linux) mas sim através do Android, mas quem sabe a Canonical dê uma virada nessa mesa, ela cada vez aumenta em participação no mercado…

  • Ricardo

    Pior do que ainda aguentar essas afirmações utópicas de dominação do mercado pelo Linux, é ter que visualizar sempre a mesma reação contrária. Está mais repetitivo que que a zorra total. “Stallmans” da vida falam merda, win-users rebatem merda, stallman fala mais merda, win-users aparecem de novo. Pelo menos a parte do linux vem com argumentos diferentes a cada empreitada, o que diversifica o jogo.

    Não sei pra quê criar cabelos brancos com gritaria sem sentido. Se alguém fala besteira, deixem falar besteira sem repercutir. Enquanto isso deixem em paz os usuários que querem utilizar aquilo que simplesmente atende suas necessidades.

    • Luiz Felipe

      O linux nao eh um produto acabado igual o windows ou um carro, ele eh uma bloco utilizado para construir outras coisas, qaundo eh que vao cair na real. As empresas que colocam dinheiro em programadores full time pouco se importam com a filosofia do freesoftware, elas querem apenas compartilhar o custo de desenvolver um O/S para usar em equipamentos sem pagar licensas para software houses.

      • Andre Souza

        Te apresento meu notebook pessoal:

        Dell Vostro 3560 com Ubuntu Linux pré-instalado. ^^

  • Kessler

    Me avisem quando o Linux chegar a 2% do mercado de desktops.

    Até lá, os freetards podem ladrar à vontade que a caravana continuará passando.

    • http://twitter.com/Darkus Darkus

      Espere sair o Steambox que você vai ver o trem apitando com o progresso chegando, por que o LibreOffice já substitui o MS-Office na maioria das vezes.

      • Kessler

        AHAHAHAHA

        Só falta convencer as centenas de milhões de usuários de Office que o LibreOffice o substitui.

  • http://twitter.com/mrcaio Caio César

    Linux é o Kim Jong-Un dos SOs. Desde que me entendo como gente eu vejo “Linux ta crescendo na velocidade da luz!”, “Linux vai dominar!”, “Em pouco tempo só vai ter linux!”, “Fica de olho no teu ** m$!!” e o Windows ali, na dele, com a maior fatia sempre.

    E nem falem de Android, uma torradeira xing-ling roda android hoje em dia, não significa que a empresa vai dar uma pra cada funcionário pensando que torradas aumentam a produção individual.

    • Luiz Felipe

      O android nao tem o usermode do linux, soh o kernel.

      • Lucas Timm

        o meu tem, sim…

  • Wagner Felix

    O ruim é realmente achar que qualquer Linux dominaria o mercado de desktops. Eu até uso meu SuSE e tal, mas mais de 60% do tempo estou no Windowsão velho de guerra.

    Agora, fora do mercado desktop, não tem motivo pro linux não dominar… E nem precisamos contar os “servidores”… Varios sistemas embarcados que outrora usavam o “bom” e velho WinCE, tem similares atuais que rodam alguma distro minimalista de linux modificada.

    • Luiz Felipe

      Eu vejo aquela versao modificada do windows xp sendo utilizada. Mas o linux nao domina nem de perto os embarcados, ignorando os soc de smartphones, existe um tal de vxworks e tem um japones, acho.

      • Wagner Felix

        Se eu não me engano, o vxworks é mais usado quando o dispositivo requer uma homologação, digamos, “mais oficial”. Tem licença paga e tudo mais… Não sei como funciona isso, mas ja li que é mais simples homologar algo proprietário de terceiros do que desenvolver sobre SO Opensource. No caso, quando eu falei sobre sistemas embarcados, eu extendi até os “hobbistas”. Aparelhos médicos, por exemplo, continuam usando Windows e duvido que isso mude.

  • http://livioribeiro.posterous.com Livio Ribeiro

    Já ouvi gente dizendo que o Linux já dominou o mercado mobile com o Android, que o Android aumentou o uso do Linux entre usuários comuns, blablabla… Agora eu pergunto, no que isso vai mudar sua vida? Diriam que é fim do monopólio da Microsoft, que o mundo vai virar cor-de-rosa e todos teremos direito a um unicórnio-pônei que vomita arco-íres. Mas a realidade não seria tão cor-de-rosa, já cheguei a ver sites que só funcionam direito no Chrome (a animação do spider-man apenas com CSS, se não me falha a memória, era Chrome-only) e muitos desenvolvedores de sites mobile só tem olhos para o webkit. Isso não lembra alguma coisa? (dica, IE5 e seus padrões)

    Além disso, muita gente que usa Android nem sonha que lá dentro há o kernel Linux e, para os pesadelos do Stallman, jamais se importará, quiçá saberá, o que é software livre, GPL, etc.

    Linux não é o salvador, o enviado, o messias, o Optimus Prime e nem o Goku, é apenas um sistema operacional, criado para fazer aquilo que os sistemas operacionais fazem, então por que tanto desejo de ver ele sendo o SO mais usado no mundo e tanto desespero para ver o pinguim sendo usado por usuários comuns, sem conhecimento mais aprofundado em informática? Se isso acontecer, terão que procurar outro Davi pra lutar contra o OpenGolias®.

    • Luiz Felipe

      Onde que a microsoft tem monopolio? Monopolio eh a petrobras, o que a microsoft nao tinha era concorrencia, mas por incompetencia mesmo.

      • http://livioribeiro.posterous.com Livio Ribeiro

        Não estou afirmando o que a Microsoft tem ou deixa de ter, apenas parafraseando outras pessoas. Segundo a União Europeia, a Microsoft tem monopólio de SOs desktop e por isso deve fazer propaganda de navegadores concorrentes ao dela.

        • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

          E não adiantou de bosta nenhuma, as pessoas continuam preferindo o IE.

          • André Maringolo

            Eu acredito que o usuário comum (médio/baixo) usa o IE porque para estes usuários, instalar outro navegador ainda é um mistério (ir no google, digitar chrome/firefox/etc, esperar baixar e executar o instalador).
            Com o conceito de “store”, esse processo fica mais fácil. Quando o Windows 8, assim como a MS Store se popularizar, ai creio que a cultura de utilização de navegador (e Office) poderá mudar. Por enquanto é IE e MS Office mesmo… tudo dentro do bom e velho Windows.

          • Lucas Timm

            Na verdade não, as pessoas só usam IE na América do Norte. Trabalho numa empresa global, e vejo isso diariamente na prática. Esse link é bem válido:
            http://en.wikipedia.org/wiki/File:Countries_by_most_used_web_browser.svg

        • Luiz Felipe

          A uniao europeia eh cheia de mimimi, porque nao vao atras da apple ja que nao dah para usar outro o/s no iphone. A microsoft nao tem que ser obrigada a distribuir os produtos do concorrente. O navegador nao eh mais outro produto, senao que parte essencial do sistema, se voce nao gosta, tem todo o direito de trocar por outro, assim como substituir o banco e o volante do seu carro.

  • Luiz Felipe

    Os outros 16% foram parar no windows server.

  • Ricardo Bicalho

    Desktops não morrem porque eles ainda são melhor meio para se produzir algo.

    Como a maioria das pessoas consome conteúdo, a tendência é chegar em um equilíbrio na qual um desktop estará gerando conteúdo para uma quantidade de dispositivos de consumo, como celulares, tablets, notes e ultrabooks.

  • http://www.facebook.com/andrefelipe.junqueira Andre Felipe Junqueira

    PeassoALL, Android usa o kernel Linux. Sim. O Linux, a rigor, é apenas o kernel. Aquele sistema operacional para desktops que atende por vários nomes, a saber, Debian, Fedora, etc, não são Linux apenas. Trata-se do sistema GNU COM LINUX. GNU são os muitos pacotes de programas gratuitos e subsistemas que compõe estes OSs. Repetindo Linux é apenas o kernel e sim, está presente hoje em qualquer dispositivo xingling, roteadores, servidores, celulares, tablets, tvs ou supercomputadores MENOS o sistema GNU. O Android é um substituto proprietário para o GNU. Não sei se deu pra entender.

  • OverlordBR

    Desisti de apoiar o software livre depois de vi como ele é “utilizado” no serviço público brasileiro. Empresas como o SERPRO compram computadores com o Windows Vista ou o 7 (o custo da licença já vem embutido) e instalam uma distro Linux… obrigado os analistas de desenvolvimento a utilizarem Linux.

    Daí, os desenvolvedores necessitam de uma ferramenta que só existe no Windows: o que o SERPRO faz? Instala uma VM na distro acessando um Windows XP (outra licença)!

    Então, para FORÇAR a adoção de Linux na tal empresa pública (é uma META do Governo Federal), gastam 2 licenças de Windows. E ainda dizem que estão “economizando” dinheiro. Esta é só uma das bizarrices que meus amigos que trabalham lá no SERPRO contam. Ah, e este tipo de coisa ocorre em vários órgãos públicos!

    • http://www.facebook.com/people/José-Zanolini/100001704581891 José Zanolini

      Prefeitura Municipal de São José do Rio Preto – SP. Check

    • Eros

      Concordo em gênero, número e grau! E para adotarem essa medida o pessoal do serviço público marca a reunião para agendar as reuniões. E em 99% dos casos, essas reuniões não resolvem porreta nenhuma.

    • Eros

      Disse tudo! Fora as reuniões para agendarem a reunião. Rodam, rodam e não tem a capacidade e competência para resolverem nada!

    • http://twitter.com/lucas_brigida Lucas P. Brigida

      A escolha de um sistema operacional cabe a cada usuário. Um blog como este é acessado pelos mais diversos tipos de usuários, com toda certeza muitos “abrem a boca” para vomitar “lixos astronômicos” sobre o Linux, sendo que no máximo ouviu falar ou utilizou no máximo por 10 minutos. Eu a 9 anos não sei o que é fazer login no Windows, mas porque o Linux e FreeBSD(que muitos aqui, nem tem idéia do que é) satisfazem minha vida.

      Eu só fico inconformado com posts do tipo do OverloadBR, onde ele quer atribuir um erro de requisito ao criar uma licitação para computadores com licenças OEM de Windows e os técnicos instalarem outro sistema e utilizar uma VM com Windows(que por ventura terá que adquirir mais uma licença), isso é um erro mais não do Linux.

      Noobs, game users e heavy users que acessam esse e outros blogs de tecnologia, devem se policiar ao comentar, pois muitos que acessam são técnicos e desenvolvedores que estão de “saco cheio” de comentários e discussões infundáveis.

  • Christian Oliveira

    “Android é um sistema operacional baseado no núcleo do Linux para dispositivos móveis, desenvolvido pela Open Handset Alliance, liderada pelo Google e ..”.

    Daqui 5 anos acho que o mobile irá dominar e muito provavelmente com um share absurdo do Android, a previsão não está de toda errada.

    Em ambientes que costumo visitar como Call Centers Grandes, Bancos e Seguradoras.

    Sobre Servidores Linux: tenho visto uma quantidade cada vez maior de servidores rodando linux, principalmente em ambientes virtualizados, os servidores Windows tem ficado somente naquilo que ele faz bem, que é o AD, em casos onde o email corporativo é o Outlook e quando o SGBD adotado é o MS SQL, mas empresas onde o forte são aplicações SOA, WEB apps, virtualização, cloud o mundo é Linux. Nessa conta é comum o farm possuir servidores parrudos para as aplicações windows e uma quantidade muito grande de servidores pequenos com Linux para as demais aplicações.

    O mercado UNIX (leia-se Solaris), o HP-UX não vende bem faz um tempão, e após a aquisição da SUN pela Oracle, muita gente procurou alternativas para não ficar na mão de um só fornecedor para hardware e software, principalmente para banco de dados Oracle.

    Minha empresa mesmo possui alguns produtos que utilizam Solaris e outros Redhat, os últimos produtos que utilizavam Solaris acabaram de migrar para Redhat no inicio deste ano. Ainda tem muita coisa em produção com Solaris, mas o ciclo de vida já começa a se encerrar com o “end of sales” e nos próximos dois anos com o “end off support”.

    • Andre Souza

      Concordo… sou Analista de Suporte UNIX há 11 anos, e cada vez menos vejo Solares ou AIX nos clientes. O cenário mais comum hoje é VMWare + Microsoft(ActiveDirectory) + GNU/Linux(o resto).

  • http://twitter.com/Darkus Darkus

    O que irá acontecer em minha opinião é que o sistema operacional vai deixar de ter importância, pois os programas simples e de uso geral serão todos em HTML5, então vai bastar que o sistema operacional tenha um browser e que instale os programas em HTML5 mesmo.

  • http://www.facebook.com/marcos.duque.9085 Marcos Duque

    O camarada que ousa dizer “Rwindows” e que o Lixux (não errei a grafia) é “muito” superior, ainda vive na época do Windows 95. Alguém já viu um usuário defender o Lixux sem citar “estabilidade” e “velocidade” (como se tivesse sempre o mesmo software para se comparar, como se faz com XBox 360 VS PS3 VS PC) em relação ao Windows? O Lixux vai ser sempre beta, e o Android está entre nós para comprovar isso: afinal, o que você fazia com um glorioso Pentium 233 MMX, num excelente Windows NT4, é muito, mas muito mesmo superior ao sistema do Google que te deixa na mão diariamente! Até mesmo o IOS é inferior a essa solução, Já instalei, e fiz uso de, diversos SO’s para dizer quais foram as experiências mais gratificantes (e que farâo parte de um texto no meu blog em breve): 1) Windows NT4 Workstation (seis meses ININTERRUPTOS sem apertar RESET); 2) FreeBSD 7x; 3)Windows 7; 4)Windows XP.

    • Lucas Timm

      Esses dias dei manutenção num Red Hat 9, kernel 2.4.algumacoisa, cujo último reboot foi em 2007. O mesmo estava com Java 1.6.43 e MySQL 5.5, coisa que sequer eram pensadas em 2003 quando o RH9 foi lançado.

      Não sei por onde tu anda, mas um eterno beta não consegue (quase) 6 anos de uptime.

      • Lucas Timm

        E, by the way, acho que o Windows NT4 foi o pior SO que já usei. A HAL dele é tão fraca que qualquer alteração de hardware (ainda que fosse instalar uma impressora paralela — visto que ele nunca ganhou USB) requeria um reboot. Sem falar nas muitas BSODs que ele apresentava…

  • Ramon de Assis

    Sei lá… Não vou entrar no mérito das discussões por aqui… Mas, isso do Kernel linux em dispositivos embarcados, sistemas android, etc, não deixaria o share do linux (como um todo) mais alto do que se comparado aos dispositivos que rodam windows? Talvez não valha minha comparação.
    PS: Não sou freetard, Isto por exemplo, foi escrito num note com win 7.

  • Guest

    A escolha de um sistema operacional cabe a cada usuário. Um blog como este é acessado pelos mais diversos tipos de usuários, com toda certeza muitos “abrem a boca” para vomitar “lixos astronômicos” sobre o Linux, sendo que no máximo ouviu falar ou utilizou no máximo por 10 minutos. Eu a 9 anos não sei o que é fazer login no Windows, mas porque o Linux e FreeBSD(que muitos aqui, nem tem idéia do que é) satisfazem minha vida.

    Eu só fico inconformado com posts do tipo do OverloadBR, onde ele quer atribuir um erro de requisito ao criar uma licitação para computadores com licenças OEM de Windows e os técnicos instalarem outro sistema e utilizar uma VM com Windows(que por ventura terá que adquirir mais uma licença), isso é um erro mais não do Linux.

    Noobs, game users e heavy users que acessam esse e outros blogs de tecnologia, devem se policiar ao comentar, pois muitos que acessam são técnicos e desenvolvedores que estão de “saco cheio” de comentários e discussões infundáveis.

  • DesktopForever

    Linux já está em todo lugar, mas não teve êxito no mercado da Microsoft, ou seja, não afetou em nada a Microsoft.