Mau Sapão: Samsung processa Apple pelo recurso VoiceOver

Esse é mais um exemplo de que, além do sistema de patentes ser extremamente volátil, permitindo registro de ideias ao invés de produtos, na real nenhuma empresa é boazinha, especialmente se isso implicar perda de dinheiro.

A Samsung entrou com um processo na justiça alemã, alegando que o recurso VoiceOver da Apple, que permite que cegos ou pessoas com visão reduzida possam “ler” a tela do iPhone, infringe uma de suas patentes, a versão alemã da patente nº 6.937.700 (bem genérica, por sinal).

A patente descreve “aparelho ou método de saída de dados pela tela do aparelho celular”. Em teoria qualquer sistema que permita que a tela informe por áudio o conteúdo dela ou descrições dos apps estão cobertos pelo registro. O VoiceOver funciona como um assistente para pessoas com pouca ou nenhuma visão: um toque no app e o iPhone descreve o que ele faz. Dois toques, e ele abre. Além disso há um modo de desligar a tela assim que o app é ativado para garantir que outras pessoas não vejam o que o usuário está fazendo, afinal, visual é a última de suas preocupações.

A Samsung alega que a Apple não foi capaz de patentear o recurso, e nem uma licença de uso de sua tecnologia. Pegos no fogo-cruzado, estão os usuários que dependem do VoiceOver. Sabiamente, o juiz presidente da corte em que o processo foi aberto determinou que o mesmo fosse paralisado devido um processo paralelo que poderia invalidar a patente da Samsung. Para variar, a Apple não comentou nada.

A Samsung declarou: “por décadas, investimos pesado no desenvolvimento de inovações tecnológicas da indústria mobile, que se reflete em nossos produtos. Continuamos a acreditar que a Apple infringiu nossas patentes e continuaremos a tomar as medidas necessárias para proteger nossas propriedades intelectuais”.

Não é sobre acessibilidade, é sobre dinheiro. No fundo a Samsung não tem a intenção de bloquear o aplicativo, ela quer mais farinha no seu pirão. A Samsung tem uma solução similar ao VoiceOver, o TalkBack, mas realmente não sei dizer qual dos dois é o mais acessível, por não viver a realidade de alguém que tenha a visão limitada ou seja cego.

No fim das contas, a estratégia pegou muito mau: o consultor Florian Muller mencionou em seu blog que “se a Samsung só queria uma compensação monetária, ela poderia ter escolhido uma maneira melhor, ao invés de entrar com uma ação buscando tentar bloquear o recurso ou, mais provável, degradá-lo”. John Packskowsi do AllThingsD inclusive escreveu que “a Samsung aceitaria a perda de acessibilidade de usuários como efeito colateral de sua batalha contra a Apple”.

Sejamos justos: todo mundo copia todo mundo nessa área, mas essa atitude acaba manchando a reputação de uma empresa gigantesca que também desenvolve hardware original – lembrem-se dos monitores transparentes -, e os que dependem da tecnologia de acessibilidade acabam pagando o pato por uma briga que já estourou todos os limites do ridículo, de ambos os lados.

Fonte: BBC via um tweet do @LucasRadaelli, o Demolidor brasileiro.

Relacionados: , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Eu até apoiaria esse processo se a Samsung mostrasse algo que utilize essa tecnologia com tanta qualidade quanto a Apple, pois conheço pessoas cegas que já testaram vários aparelhos e até agora nenhum foi superior ou pelo menos parecido com o iPhone.

    • Não é questão de qualidade e sim de lucro. A Apple detém patentes que são muito melhores aplicadas pela Samsung e outras do que pela própria Apple. Se fosse pensar da sua forma, a Apple praticamente não poderia se valer de quase nenhuma patente dela.

    • E o que patente tem a ver com qualidade? Patente proibe inclusive invenção independente. Quer ‘apoiar’ uma patente procure outro motivo.

  • Pelo que eu sei no mundo capitalista a única coisa que interessa é o lucro, vocês não pensam que quando a Apple processou a Samsung por copiar seus produtos ela estava pensando no bem comum, será por algum momento ela pensou na família dos trabalhadores da Samsung que poderiam ficar sem emprego… Por favor né, as empresas e principalmente as mega empresas só pensam em lucro, não tão nem aí para cego ou órfãos, pobres, etc… Não venham condenar a Samsung por jogar o jogo, se a Apple estivesse do outro lado faria a mesma coisa, como já fez e não tá nem aí para a opinião pública…

  • Edmilson_Junior

    E eu hoje relendo casos da Samsung se fazendo passar vergonha e destruindo a marca. Já está mais do que na hora do sistema de patentes ser reformulado, assim como o de direito autoral que no inicio era para sustentar o artista e hoje em dia é fonte de renda até a terceira geração.

    • Exatamente. O sistema de patentes, principalmente o estadunidense, é uma verdadeira bosta e totalmente contra a inovação.

  • Piratas! São todos piratas no Vale de Silício…

  • apple processa a samsung por usar gestos para desbloquear o aparelho: “Nah a apple inventou isso, eh direito blah blah blah” – samsung processa apple por voiceOver: “e o direito do outro? isso eh soh idéia não tecnologia, todos copiam todos mesmo… la la la”. Então tah neh….

  • Como eu sempre digo, patentes são coisas que atrasam a humanidade.

  • Mateus Dias

    Patente é um modelo antigo e cheio de problemas da forma como ainda está. Não se realiza patende de sonhos abstratos e a samsung adora isso. Ridículo. Provavelmente não existe um produto realizado (eu digo no mercado ou não) que comprove isso que a samsung quer. Quero ver provar isso na frente do juíz. Daqui a pouco alguém vai patentear que o desenho de moleculas é bolinha e não quadrado, ou vice versa!

  • Luiz Felipe

    Nao vai dar em nada, isso nao vai fazer a apple remover o recurso. Talves ela ate pague a multa. Patentes nao interferem na inovacao, quem quer inovar deve reunir aspectos previstos por varias patentes, ou seja, ignorar , depois ve no da.
    Parentes nao servem para nada, sao apenas uma forma de extorcao.
    Como patentes se tratam apenas de dinheiro, ninguem vai se importar mesmo com os recursos, ate porque a patente eh superficial, e esse povo de lei nao entende nada de engenharia desse tipo de produto.

  • Eduardo Camargo Silva

    Olá amigos,

    Sendo cego eu posso afirmar de todo o coração que a Apple na prática bateu, mas bateu muito de longe todo e qualquer argumento da Samsung referente às tais inovações. Nenhum sistema operacional móvel nos compensou tanto quanto o iOS, independente de seu ecossistema fechado e mais todos os outros pontos negativos que a Apple vem a ter. Sem falar que aplicativos de terceiros, todos os que eu usei, usam da mesma teórica de acessibilidade que os aplicativos nativos do sistema; talvez pelo fato de a acessibilidade já fazer parte do núcleo do sistema iOS, ou talvez porque a documentação para desenvolvedores deva ter algumas normas que tornam os aplicativos navegáveis por nós. Eu poderia me alongar muito nas vantagens que o iOS tem em matéria de acessibilidade, mas aí teria que redigir uma mensagem imensa. Quem quiser entrar em contato a respeito meu e-mail é [email protected].
    Independente de quaisqer contras, se você tiver um amigo cego que esteja atrás de algum smart fone que lhe permita fazer coisas básicas com eficiência, pode dizer que apesar do salzinho no preço, o iPhone é o único investimento garantido que ele pode fazer. E mais: Como nem o VoiceOver e nem o atalho de acessibilidade vêm ativos por padrão, com qualquer computador com Windows ou Mac e leitor de tela ativo, basta usar o iTunes e ativar a acessibilidade por lá.

    Grande abraço,

    Edu.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis