Opera chega a 300 milhões de usuários e deixará de ser hipster

opera-webkit

A Opera Software acabou de anunciar que seu navegador tem 300 milhões de usuários e aproveitou a marca para anunciar que fará uma transição do Presto – seu motor de navegação atual – para o WebKit usado no Safari, Chrome e praticamente tudo que não seja Firefox e IE.

A empresa já estava experimentando com o WebKit no projeto Opera Ice, um navegador mobile simplificado para smartphones e tablets: o primeiro produto a usar o novo motor será exatamente o Opera Mobile, cuja próxima versão será anunciada no Mobile World Congress, no final desse mês. A versão desktop receberá as mudanças mais tarde.

A justificativa da Opera com a mudança é melhorar a compatibilidade com os sites, eles poderão inovar mais ao invés de gastar recursos para “reinventar a roda” com o Presto: a notícia será boa para os desenvolvedores, que terão um browser a menos para testar: se um website funciona no Chrome e/ou Safari, vai funcionar no Opera também.

O que me preocupa é a Opera dizer que vai adotar o Chromium também. Para quem não sabe, o Chromium é a versão open-source do Google Chrome, inclusa aí a interface.

Um dos diferenciais do Opera é exatamente a interface, que não só é mais leve como também é mais customizável que os competidores: a atual interface do Opera inclui diversos recursos nativos (de navegação gestual e edição dos atalhos de teclado até cliente de e-mail, feeds e IRC) que não possuem equivalentes no Chromium. Eles serão portados para a nova base ou descontinuados?

A transição do motor de navegação poderia acontecer sem mudar a interface do navegador, mas ao adotar a interface de um concorrente fica a dúvida se o “Novo Opera” não será apenas um “Chrome com nome diferente”.

Caso a mudança para Chromium e WebKit não seja o infeliz resultado de um corte no quadro de funcionários da empresa norueguesa, isso é uma ótima notícia: a Opera certamente tem know-how e bons engenheiros. Sem ter que manter um motor próprio de navegação, poderiam trazer muitas melhorias para o WebKit. E por ser open-source, isso beneficiaria os usuários da maioria dos concorrentes que também usam WebKit.

Pra quem acompanha a Opera há algum tempo a mudança pode parecer estranha, já que boa parte da renda da empresa vem de licenças para operadoras ou para fabricantes de eletrônicos (TVs da Sony e consoles da Nintendo usam o Opera, por exemplo) mas esse mercado já tem sido tomado pelo WebKit, que é open-source e fácil de adaptar. Olhando os relatórios financeiros da empresa, só a receita do Opera Desktop (que é gratuito e sustentado sobretudo por parcerias com buscadores) já é maior que o licenciamento para operadoras e para OEMs, somados.

A dúvida que fica: a mudança de motor trará mais usuários para o Opera?

Relacionados: , , , ,
  • qgustavor

    Suponho que sim porque enquanto o Webkit será o motor de renderização outros recursos como a interface e os diferenciais do Opera, como o Turbo, devem continuar.
    Espero que essa onda de imitar o Chrome, criar omniboxes e minimizar a interface, adotada em parte pelo Internet Explorer passe.
    Atualmente o que diferencia um navegador de outro em questão de recursos é nome: Chrome tem sincronização e segue o modelo de Touch da W3C, Firefox também; Chrome tem omnibox e não segue o modelo de edição de texto na DOM da W3C, IE também. É como se todos os navegadores estivessem convergindo para para um modelo ideal.

    O Opera resolve usar o Webkit, boa ideia já que isso vai poupar-los de ter que implementar muito do que já está pronto para usar no Webkit, e então melhorar os diferenciais do Opera.
    Finalmente acho que o tempo de eu fazer o triângulo mágico “-webkit-, -moz-, -ms-, -o-, ” ” vai acabar.

  • lordtux

    Vai virar um monstro comedor de memória?

    • Bruno Rocha

      Je virou. Testei o Opera Ice e o Opera Beta, e todos ficaram um lixo. Ai ele atualizou e ficou igual o Ice. De navegador mais leve, se tornou o mais instável e comedor de RAM.

  • Voltarei para o Opera, navegador que utilizei por muitos anos mas acabei tendo que abandonar quando o Chrome surgiu e acelerou de forma gigantesca do desenvolvimento do webkit.

    Certamente com o time da Opera junto, o webkit só tem a ganhar.

  • RedVivo

    Resumo: Opera is dead.

  • Quando a versão webkit for lançada, sem dúvidas irei dar uma chance, já que abandonei o Opera justamente pelo motor.

  • GalegO86

    Ainda não abandono meu Firefox, pode não ser o mais rápido, mas é o que mais se adequa às minhas necessidades, sem contar que eu acho a interface do Chrome feia demais…

  • Luiz Felipe

    Adeus opera, foi bom ate agora, mas eu odeio o webkit. Neste dia triste, um concorrente a menos existe agora, o mercado de browsers se tornou mais pobre.

  • Luiz Felipe

    Ie10 ta ai, usando no winrt sem problemas, ate pensei em testar o opera, mas deixa para la, nao tem mais gra,ca.

  • Daniel Tiecher

    Faltou um pouco de interpretação de texto por parte do autor, pois o Bruce Lawson em momento algum esceveu que a Opera iria adotar o Chromium como um todo. Especificamente falando, eles anunciaram que iriam adotar o Webkit (motor de RENDERIZAÇÃO) e o V8 (motor Javascript) além do suporte aos mesmos codecs suportados pelo Chromium (WebM, Ogg Theora e Ogg Vorbis).

    O pessoal está se preocupando e dando adeus ao Opera com esse anúncio, sem nem mesmo testar uma versão do navegador usando as novas engines. Os engenheiros da Opera com certeza sabem o que estão fazendo e um navegador Webkit com os recursos e a interface do Opera atual com certeza se tornaria meu navegador padrão.

  • RedVivo

    – Olha aqui camarada, eu quero meu carro original viu? Vê lá no que você vai mexer.
    Mecânico:
    – Não se preocupe dotô… vou trocar só o motor e o chassi, vai ficar igual.
    – ?!!!??

  • Pingback: A dona gorda cantou na Opera « Meio Bit()

  • Bruno Rocha

    Surpresa! Google não é uma empresa boazinha cheia de geeks que se importam com as pessoas, mas uma erga companhia de softwares.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja