Campus Party 2013 – Pague mais, por menos

CampusParty.

Eu participei da Campus Party 2010 em São Paulo e também das duas edições que ocorreram em 2012 (São Paulo e Recife).

Estava louco para participar da edição de 2013, até ter conhecimento dos valores: na minha opinião, apenas a entrada do evento deveria custar uns R$ 150, pois não sei se valeria a pena pagar o ingresso de R$ 300 + camping (R$ 75) + alimentação + transporte.

Se você estiver em São Paulo, o investimento total seria por volta dos 600 reais, excluindo metrô. Caso você venha de qualquer outra região do Brasil, o custo pode variar de R$ 600 para mais de R$ 1.500 (baseado no preço das passagens aéreas e de ônibus).

Excluindo as palestras, que sempre sofreram do problema de acústica (conseguiram melhorar um pouco esse detalhe com o passar das edições), a única razão pela qual considero a Campus Party importante é a facilidade de se fazer networking: você faz contato com diversas startups, empreendedores, desenvolvedores, designers, etc. Bom lembrar que o número de campuseiros era gigante.

Através de um grupo que eu participo no Facebook, obtive a informação que a Campus Party 2013 começou a enviar e-mails com um estilo um tanto “desesperado”:

Sempre desejamos ter o máximo de pessoas ao nosso lado durante a semana do evento. Este ano, graças a um enorme esforço da organização, e o apoio oferecido por nossos patrocinadores, conseguimos manter o valor do ingresso em R$ 300 para todo o período de venda de entradas.

Além disso, através das Bolsas Campuseiro, beneficiamos 500 pessoas de baixa renda com 100% de desconto no preço da entrada, enquanto estudantes que comprovarem suas participações no Programa Universidade para Todos, o ProUni, ainda podem encaminhar, através da suas fichas de usuário, o pedido de para ter acesso a 50% de desconto, iniciativa que, até o momento, já auxiliou 300 pessoas a participarem da Campus Party Brasil 2013. Ou seja: você ainda pode vir conosco nesta jornada pagando apenas a metade do valor do ingresso.

Excluindo os 500 campuseiros do ProUni e mais de 300 pessoas que entrarão pagando metade (ou seja, o mesmo valor de antes) do ingresso, temos mais de 1.000 pessoas que entrarão gratuitamente como “imprensa”. O relato dos membros do meu grupo no FB é interessante: aparentemente, a organização da Campus Party 2013 não está realizando nenhum tipo de verificação para credencial de imprensa, ou seja, uma usuária do grupo disse que se registrou na CP2013 com dois blogs diferentes e ganhou duas credenciais diferentes. Lembro-me que, na época em que fui à CP, meu amigo tentou entrar com o blog dele e foi recusado. Isso enquanto meu blog foi aceito, mesmo tendo metade dos visitantes do dele.

Outro meio de conseguir ingresso “fácil” é falar que é wikipedista. Veja abaixo o relato de um dos participantes do meu grupo no FB:

Digam que é Wikipedista. Eles te dão na hora. Meu amigo é wikipedista e tipo, ele só conversou com um dos caras lá do grupo dele, e pouco depois o cara conseguiu arrumar uma credencial para esse meu amigo. Há 4 anos que ele vai para a CPBR com direito à camping duplo sem pagar nada, só editando um artigo ou outro por mês na Wikipédia.

O que isso quer dizer? Que você que pagou R$ 300 pelo ingresso tem o mesmo benefício do que um wikipedista que está entrando com tudo de graça só para editar artigos na Wikipédia (tudo bem, dou total apoio para a Wikipédia). Se quiser, faça o seguinte: tente criar um blog no blogspot, escreva um monte de Lorem Ipsum Dolor Sit Amet e vê se a Futura lhe manda credencial.

Uma observação aos amigos leitores: não estou chorando pelo preço, estou chorando pela ausência de 2/3 da minha lista de amigos na Campus Party que não tiveram condições de pagar o novo valor da entrada, cujo ingressou praticamente dobrou de preço. Eu mesmo estarei ausente da CP2013, pois só voltarei ao Brasil em março. Eu pagaria os 300 reais, não pelo fato de ser a Campus Party, mas por eu ter fechado parceria com umas três empresas diferentes e ter feito bastante network na última edição em que fui.

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Yeltsin Lima

Estudante de Publicidade e Propaganda, Web Developer, gosta de escrever sobre tecnologia e raramente (agora) sobre ciência. Não sabe escrever biografias, muito menos a própria.

Compartilhar
  • netoax

    Gostei muito de ter lido isso, realmente, sou de Pernambuco e espero que a CP Recife não tenha um preço enorme.

    • O Paco falou ano passado que as conversas com o governo pernambucano começariam assim que o novo prefeito tomasse posse. Agora as perguntas a respeito de uma segunda Campus Party em Recife são deixadas no vácuo sem resposta. Eu fui para a primeira e realmente espero que uma segunda, terceira, quarta e etc aconteça por aqui. Também espero ir para a edição paulista, mas agora, no mínimo, só em 2014.

      • netoax

        Pois é cara, e vale lembrar que esse ano tem Copa das Confederações e isso pode atrapalhar e deixar a CP de lado nos planos deles(Governo), eu também espero ir para a Campus paulista e faço planos para 2014 igual a você.

  • Carlos Magno GA

    “Se quiser, faça o seguinte: tente criar um blog no blogspot, escreva um monte de Lorem Ipsum Dolor Sit Amet e vê se a Futura lhe manda credencial.”

    Tem o gerador de Lero Lero também.

  • O ingresso custa R$300 exatamente porque alguém tem que pagar por todos esses ingresso grátis.

    Mas não pense que isso ocorre apenas na CP, eventos como o FISL (em Porto Alegre) também distribuem credenciais grátis para muita gente que não tem o menor vínculo com o SL/CA (tem gente que dá credencial grátis para parentes irem nas suas palestras e encherem mais o auditório). Tudo bem que, ao menos, o FISL tem um ingresso mais em conta, mas o princípio é o mesmo: alguém tem que pagar por esses ingressos/credenciais grátis.

    É como dizem por aí “não existe almoço grátis”.

    • Jorge Luiz Marques Dondeo

      É o que eu sempre falo, essa palavra “Gratis” NÃO ECZISTE!!! Sempre para bancar a gratuidade de alguém, tem um monte de besta trabalhando e pagando mais caro. E isso vale pra tudo, meia entrada, bolsa familia, entre outros…

  • “Eu mesmo estarei ausente da CP2013, pois só voltarei ao Brasil em março.”

    Não é implicância minha, mas é raro ver um artigo do Yeltsin sem ao menos uma referência de que ele esteja fora do Brasil.
    Imagino que deva ser uma experiência fantástica passar uma temporada no exterior, mas nós não precisamos saber disso.

    Sou leitor do MB há mais de cinco anos. Não concordo com todos os artigos do Cardoso (mas gosto do estilo dele), mas vou passar a ver primeiro quem escreveu o artigo antes de começar a ler coisas que eu já tenha conhecimento e que não me agregam valor.

    • Rhobson Vanzella

      Cara, quanto butthurt. O Yeltsin ~SÓ~ explicou o motivo pelo qual ele não vai ao evento.

    • Todo artigo tem potencial de agregar valor, por mais que você seja autoridade em determinado assunto. Determinar se um artigo é válido para você, ou não, baseando-se apenas no título e/ou no autor é um tanto quanto prepotente.

      • Verdade, Tiago!
        Valeu!

    • Cara, se você começar a olhar esse fato pelo lado humorístico, vira tipo um jogo: “opa, Yeltsin! Aposto cincão que vai ter mencionar que esta fora do Brasil”

      • drinking game: toda vez que o Yeltsin falar que está fora do brasil todo mundo toma uma dose.

    • Jorge Luiz Marques Dondeo

      Vou fazer o mesmo com seus comentários.

      • Ui! Que medinha!

    • Yelstin é a “Luisa que está no Canadá” do Meiobit

  • O governo do Rio tinha oferecido um pacote de subsídios, aluguel mais barato e patrocinadores que eles trariam. Até o governo de SP sugeriu mudarem pra lá.

    Não é bairrismo, mas a decisão de manter a campus em SP (pelo menos em 2013) foi ridícula.

    • Well Dias

      Bairrismo seria se fosse o contrário, a Campus Party ser originalmente carioca e não ir pra São Paulo. São Paulo é uma metrópole, tudo acontece lá. Ela tem mais estrutura para aguentar eventos grandes do que qualquer outra cidade do Brasil.

      • O Rio de Janeiro recebeu o Pan-americano em 2007, a Rio+20 ano passado e vai receber as Olimpíadas de 2016. Acho (só acho) que a cidade tem estrutura para aguentar uma Campus Party.

        • abraaocaldas

          Mas não tem uma internet, ou você acha que um Oi Velox aguenta uma campus party? hauhuaehueahuea

  • Eles oferecerem passes livres para quem tem trabalho na web, faz sentido, o erro deles é ser inocente (provavelmente seja de propósito) de não verificar corretamente, porque se as pessoas fossem honestas não precisaria.

    Sobre o valor, indo do RS com caravana não passa de R$1.000. Da menos que isso na verdade.

    Entendo a revolta com o valor do evento, mas ainda assim acho muito mais barato do que vários eventos que temos por ai. Tem evento de 1 dia de duração que custa R$100-200, é normal, então qual problema de pagar R$300 por 5 dias? Não acho que seja interessante o aumento absurdo, mas também não acho que é tão caro como pessoal coloca.

  • Eu mesmo não vou a campus party por falta de informação.

    Vou contar a minha história: eu estava a conversar com o Paco Ragageles pelo twitter perguntando se iria ter a campus party recife, ele me respondeu que não sabe, e perguntou o pq q eu queria saber, dai disse que completaria 18 anos apenas em maio, e que na edição de são paulo eu não poderia participar.

    Bom, ai o Paco entrou em contato comigo falando que era só pedir para meus pais assinassem uma autorização para isso.

    Bom, o tempo foi passando e dai teve aquele sorteio, de 10 ingressos para entrar de grátis na CPBR(Coletiva de Imprensa), assim fui sorteado e ganhei um ingresso de 100% de desconto.

    E dai fui ver melhor a história de qual documento mandar para a Futura, e vi que não tinha um documento do tipo para eu ir só a CPBR, e dai entrei em contato novamente com o Paco perguntando sobre qual documento enviar ele me responde dizendo que era para esperar mais informações.

    Afinal, o tempo foi passando e chegou hoje, que recebi há alguns dias um email dizendo que não poderei participar da CPBR por motivos de não ter enviado a documentação necessária.

    Ah e sobre a imprensa, eu fiz o pedido da credencial para um portal qual sou membro e ganhei ela… Pena que não poderei ir… #tristehistória

  • Matheus Filipe

    Se eu estivesse indo pensando apenas no que os organizadores propõem eu nem iria na minha 1ª vez

  • Felipe Antunes

    Todo mundo irado com esse preço, menos a Luiza que esta no canada e Yelstin que ta em Los Angeles

  • Mark

    “Se você estiver em São Paulo, o investimento total seria por volta dos 600 reais,(…)”

    Só eu fico fulo com essa mania e chamar custo de investimento? Havia um tempo que isto estava rstrito àqueles cursos fajutas estilo Microlins, mas agora essa praga se espalhou como fogo em palha seca.

  • Que mimimi do autor,nossa….

  • Eu gostaria de ir tbm. Até separei o dinheiro, mas o problema que foi marcar em janeiro e aí pegou nem o ingresso, mas as passagens de avião que custariam quase 1000 reais contra 250 se fosse em março, que é baixa temporada.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia