“Console” da Valve deverá rodar Linux

dori_pist_08.01.13

No ano passado circulou vários rumores falando sobre a possibilidade da Valve lançar um console e com a CES acontecendo em Las Vegas esta semana, mais algumas informações sobre o aparelho estão surgindo. A mais importante delas sem dúvida foi a confirmação por parte da Xi3 de que receberam um investimento da empresa de Gabe Newell para trabalharem na fabricação do console/mini-PC.

Com a expectativa de ser exibido tanto no estando da fabricante quanto no da Valve, ainda não sabemos qual configuração o projeto de codinome Piston terá, mas foi confirmado que ele poderá ter até 1TB de armazenamento e permitirá o upgrade do CPU e da memória RAM.

Infelizmente até o momento nada foi dito sobre o preço do SteamBox, mas alguns já especulam que deverá ficar na casa dos US$ 999, mesmo valor do X7A, principal máquina fabricada por eles, porém, vale citar que a linha de entrada da Xi3 sai por metade desse preço.

Outra informação bastante interessante é que de acordo com o engenheiro Ben Krasnow, a primeira tentativa da Valve no mundo dos hardware deverá rodar Linux, algo bastante plausível se levarmos em consideração o ataque de Newell feito ao Windows 8 e principalmente, o lançamento recente do Steam para o sistema operacional.

É importante dizer no entanto que como a Valve ainda não se pronunciou oficialmente, grande parte do que foi dito aqui ainda precisa de confirmação, mas se tudo isso realmente acontecer, tenho sérias dúvidas se a curto prazo eles terão sucesso. Digo isso porque tirando o fato de certamente vir otimizado para o Big Picture Mode, o SteamBox não me parece ter vantagem sobre um PC normal e ainda por cima, teoricamente ficaríamos presos a uma pequena quantidade de jogos.

[via PCGamer]

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Já escrevi isso em vários outros lugares. Dessa vez vou copiar o que postei nos comentários do UOL Jogos:

    Tem menos jogo para Linux que para Mac. E Mac tem só uma ÍNFIMA parcela dos jogos do Steam, para comparar. A menos que convençam as produtoras a portarem seus jogos para Linux TAMBÉM, não vejo boas perspectivas para isso, não.

    • Zilardo

      A gente vê um movimento na indústria nesse sentido (jogos no Linux). É pequeno ainda? Não sei dimensionar, em qual ano alguém diria que em 2013 teríamos um lançamento de um dispositivo da Valve rodando Linux e com alguns jogos já funcionando ?
      Mas sim, concordo, tem que haver adesão em massa.

  • José Helbert Pina Ribeiro

    Concordo com a conclusão do Dori: lançar uma “Steam Box” rodando Linux agora seria super precipitado. A biblioteca é muito pequena, não justificaria a compra de um dispositivo que provavelmente não conseguirá rodar os jogos com o mesmo desempenho/qualidade que um “PC de gente grande”.

    Honestamente, esse mimimi contra o Windows 8 é uma besteira, todo mundo sabe que, por pior que o Windows seja, ele é “a” plataforma para jogos no PC. Ninguém que decide gastar 1.000 obamas em um PC para jogos pensa logo em instalar o Linux nele e jogar 41 jogos… Nada contra o Linux, é um sistema seguro, estável etc, mas há de se admitir que para jogos ele HOJE não serve…

    • Zilardo

      Concordo que HOJE ainda não, mas se pensar que ONTEM ninguém imaginava o que temos HOJE, penso que o AMANHÃ é bem promissor e parece estar chegando bem rápido para os jogos no Linux.

  • Um console não precisa ter arquitetura fechada. Claro que se a arquitetura for idêntica ao pc a Valve não lucra com licenciamento. Acredito que esse é o golpe que a companhia pretende. Existe uma matemática para dar lucros no mercado de games, apesar do pc vender menos jogos no console devem vender mais justamente por que não é barato por causa desses licenciamentos que custam pequenas fortunas.

  • Jogos – é a única coisa que falta para eu migrar 100% para Linux, meu Windows é basicamente apenas para rodar o Steam.

    Isso me lembra de um “pequeno empecilho”…. https://www.youtube.com/watch?v=iYWzMvlj2RQ

  • Pingback: Gabe Newell fala sobre SteamBox e o futuro « Meio Bit()

  • Pingback: Gabe Newell não teme os consoles e sim a Apple « Meio Bit()

  • Pingback: Piston, o SteamBox da Xi3, lhe custará apenas um rim e um olho « Meio Bit()