O Mistério dos Orbs

Sinceramente, eu pensei que este era um assunto morto, pois em 2006 já tinha escrito um texto sobre esse proclamado mistério. O caso é o seguinte, uma quantidade anormal de pessoas que se dizem civilizada acredita que pequenas manchas brancas de forma esférica (chamadas pelos fanáticos de Orbs) que aparecem em algumas fotos digitais são na verdade seres de outra dimensão que são captados pelo sensor das câmeras. Isso mesmo, eles estão entre nós e só aparecem em fotos toscas que são feitas somente em certas situações. Em 2006, quando pesquisei sobre o assunto, encontrei vários sites com a finalidade de estudar e reunir imagens que mostrassem o fenômeno e alguns que até tentavam contatos com esses seres.

Isso me lembrou diretamente o livro O Mundo Assombrado pelos Demônios de Carl Sagan onde o principal objetivo do autor era descobrir por que a humanidade estava se aprofundando cada vez mais em crenças e mitos mesmo com o avanço da ciência. Essa é uma leitura que vale a pena ser efetuada por todos que querem fugir do mundo das superstições.

Mas, voltando aos Orbs, para quem não sabe essas pequenas esferas são comuns em máquinas digitais compactas onde a lente não tem uma qualidade muito boa e o flash embutido fica em um ângulo errado para com a lente. Embora mais comum em câmeras compactas, em algumas situações a sua DSLR também vai captar o fenomeno. Esses Orbs nada mais são do que o reflexo do flash em partículas em suspensão no ar. Até pequenos grãos de poeira podem causar esse efeito. Em vez de aceitar a explicação correta as pessoas preferem acreditar em gnomos (mais ou menos como a Xuxa).

Mas, isso não teria problema nenhum e ficaria restrito aos recantos mais obscuros da internet se não fosse um fato que aconteceu no final do mês de dezembro e que está correndo os fóruns de fotografia neste momento. Quando um grupo de exotéricos tenta explicar a existência de seres de outra dimensão através de imagens feitas com uma TekPix eu até aceito, mas quando um professor de fotografia coloca um vídeo no Youtube tentando explicar de maneira técnica que os tais seres realmente existem a coisa tende a descambar para a piada. Sei que no Brasil temos a liberdade de expressão e o direito a acreditar em qualquer religião, mas passar informações duvidosas não deve estar dentro destes direitos. Vejam o vídeo abaixo e tirem suas próprias conclusões.

Relacionados: ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • Magno Paz

    Obrigado pela indicação do livro Gilson, não conhecia, vou passar na saraiva mais tarde.
    Sobre os Orbs e sua relação com o místico, ultimamente nada mais me impressiona, principalmente depois de ver tantos livros sendo vendidos ensinando como sobreviver ao apocalipse de 2012, entre outras coisas, mas me lembrei da Fuji X10 que tinha um problema no sensor relacionado com Orbs, acho que é bom procurar algumas para comprar e vender como algo especial para esse pessoal que acredita nessas coisas.

  • http://www.facebook.com/felipe.fernandes.braga Felipe Fernandes Braga

    pq não querer a explicação mais facil? pq as pessoas tem que complicar?

  • http://www.facebook.com/ppalmeida.face Pedro Paulo Almeida

    Uma carinhosa sugestão: “se mata!!”. Aff…

  • Fernando

    Um outro “fenômeno” são os Rods, seres vindos sabe-deus-lá-de-onde e que possuem asas estranhas e contínuas. Curiosamente, eles aparecem em cenas que demandam exposições relativamente longas.

    • Carlos Magno GA

      Eu já vi um documentário (History Channel, claro) falando sobre os Rods. Nem sempre aparecem em exposições longas, normalmente são objetos que se movem rápido demais (uma espécie de aliasing) e aparecem mais de uma vez em cada foto ou frame de vídeo.

  • Daniel Z

    Diante dos fatos, a Nikon D3200 que comprei há pouco deve estar possuída. Praticamente, uma máquina de fotos Kirlian.

  • Keaton

    Ora ora… se não é o Sit Kong Sang e as babaquices dele outra vez…
    Nossa… esse cara é conhecido pelas infames bobagens que fala.

    Outro dia ele estava comparando a qualidade de imagem de uma compacta (point and shoot, barata e antiga) com DSLR (mid end) e afirmando que não havia diferenças… mesmo que a compacta estivesse visivelmente sem nitidez.

    YouTube é uma ferramenta maravilhosa para se encontrar informações, mas alguns idiotas acabam espalhando desinformações como essa ai.

  • http://www.facebook.com/people/Wener-Assis/1601461020 Wener Assis

    Esse cara devia usar minha camera (A470) para fazer umas fotos num bar de rock que sempre vou e tiro fotos as vezes, fechado , muita gente suada, muita breja jogada pro alto e fumaça de cigarro, se isso é coisa de outro mundo então aquele bar vai ser o ponto de invasão dos seres de outro mundo!
    ps:”Eu como fotografo não consigo explicar isso” Então ele não é fotografo, simples assim.
    Até eu que to longe de ser sequer aprendiz de projeto de fotografo percebi o que estava acontecendo no dia.

  • Pingback: Meio Bit Fotografia - Retrospectiva 2013()