Engenhoca Genial de LEGO do Dia

Tenho um grande trauma de infância por nunca ter conseguido brincar com duas coisas: Minha vizinha Rosane e Lego Mindstorms. Com a vizinha eu provavelmente me enrolaria, mas com o Lego as possibilidades são infinitas.

É o tipo de brinquedo que todo pai que quer ter esperança do filho conquistar feitos maiores do que decorar o cardápio do McDonald’s deve comprar. Lego mais imaginação mais tempo livre rende resultados lindos, como esta máquina seletora impossivelmente complexa.

Usando apenas componentes mecânicos, um gênio do nível do Da Vinci criou uma máquina que separa e classifica dez tipos de peças de LEGO™. É algo que lembra os primeiros computadores, talvez Babbage.


akiyuky — LEGO Axle Sorter AS-L40A

Em verdade podemos voltar muito mais no tempo. É algo que lembra os gregos, mais precisamente a Máquina de Anticítera (aka Antikythera), uma calculadora astronômica datada do Século I AC, cuja construção só seria igualada 13 séculos depois.

O mecanismo aliás foi desvendado, depois de mistificar os arqueólogos desde 1901, quando foi descoberto. E adivinhe o que usaram para criar uma réplica funcional: isso mesmo, LEGO.


Nisipeanu Mihai — Lego Antikythera Mechanism

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • Caso esse mecanismo não tivesse se perdido, especulo que estaríamos no mínimo 700 anos mais avançados tecnologicamente (considerando que a Igreja Católica ainda puxaria o freio do progresso, mas em menor proporção).

    Ah sim: o cara que criou essa réplica do mecanismo de Antikythera se chama Andrew Carol, e ele é engenheiro da… Apple.

    Twitter dele: @aecarol

  • Ah, “brinquedo” muito interessante, mas acho melhor pagar 6 meses de escola pra minha filha.

    http://www.americanas.com.br/produto/6937584/lego-mindstorms-lego-mindstorms-nxt-8547

    Que caro…

    • 299 EUR ou 280 US$
      Acho que o problema não é ser caro, é apenas o país em que se compra! Bem vindo aos País do Futuro.

  • A Partir de 10 anos.

    OK, tenho mais 5 anos pra economizar 🙂

    Vendo este video, dá pra ter noção da quantidade de estudo independente ele teve que fazer pra construir isso. Seria um ótimo investimento, esse tipo de experiência não tem dinheiro que pague.

  • eu consegui comprar, comprei via ebay saiu por 900 dilmas, pq paguei imposto, pois custou 245 dolares, pena não ter o tempo suficiente para “brincar”

  • WOW!!! O.O

    Eu sempre quis ter um Mindstorm 🙁

  • José Luis Junior Segatto

    Conversando com uns colegas aqui do trabalho sobre comprar um brinquedo desses, me disseram que o http://www.fischertechnik.de/en/Home.aspx é bem mais interessante. Por enquanto não é meu foco, mas se alguém se interessar tá ai a dica.

  • Ótimo artigo, já participei de campeonatos com robôs de lego, mas o que a gente utilizava era um tipo mais simples, nao lembro do nome agora.
    Sobre o artefato grego, é tão impressionante que me faz pensar que deve haver muitos mais conhecimentos avançados dos povos antigos que acabaram se perdendo no tempo.

    • Christopher Pike

      Dê uma pesquisada sobre a Biblioteca de Alexandria. Reza a lenda que ela chegou a armazenar conhecimentos tão avançados que até hoje permanecem no limbo. A história registra que foi destruída em um incêndio, mas não fala quem foi que tocou fogo nem em nome de qual deus 🙂

  • Me senti um merda agora…

    Eu gostei mais da edição do segundo vídeo do que a máquina, propriamente dita.

  • Rômulo Valente
    • Carlos Magno GA

      É do mesmo cara do primeiro vídeo.

  • Carlos Magno GA

    Tem uma Scientific American de um ano atrás mais ou menos que mostra todo o processo matemático da recriação da Máquina de Anticítera.

    Os matemáticos chegaram a se espantar por um mecanismo no artefato que parecia não ter função e que, no cálculo geral, estaria faltando uma engrenagem com um número não inteiro de dentes.

    No fim descobriram que a máquina leva em conta uma ingresia* astronômica (não lembro qual agora), cuja razão só foi descoberta séculos depois. Corrigiram a “engrenagem com dentes fracionários” usando um conjunto de engrenagens e a máquina se tornou perfeitamente precisa.

    * Nota: havia uma série de erros astronômicos causados por modelos errados, entre eles por a Terra no centro do universo. Por conta disso, muitos astrônomos antigos usavam tábuas de correção. Vi um documentário uma vez descrevendo como visualizar o céu e fazer observações astronômicas sem equipamentos, sendo um leigo ou uma criança. É notável a diferença nos movimentos de Vênus e Mercúrio comparado com as outras “estrelas errantes” (planetas) e como isso é facilmente explicado pela adoção do modelo heliocêntrico.

  • Pingback: Baixe aqui! Photoshop! Original, liberado — não é pirata* « Meio Bit()

  • Pingback: Uma escultura cinética que não se move, e é genial « Meio Bit()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja