Videogames. Ou, não tente isso em casa!

É relativamente comum olharmos para certos jogos que possuem uma atmosfera mais fantasiosa e pensarmos o quão absurdo são as coisas que vemos na tela, como um encanador que cresce ao comer cogumelos ou encontrar dinheiro em arbustos, mas e quando universos mais realistas tentam nos vender a ideia de que um espião pode se esconder numa caixa de papelão ou que basta esperarmos alguns segundos para que ferimentos fatais sejam curados automaticamente?

Peguemos então como exemplo a série Assassin’s Creed. Nela exploramos cidades extremamente detalhadas, repletas de pessoas que nos passam a sensação de estarem vivendo suas vidas virtuais, mas que nos coloca na pele de um perigoso assassino que consegue sair ileso após saltar de dezenas de metros em um pequeno facho de feno, algo que o divertido vídeo abaixo mostra como seria se tentado na vida real.

É claro que tudo não passa de uma brincadeira, mas serve para nos fazer pensar se a tão desejada (por alguns) simulação da realidade é algo que mesmo ver nos videogames, até porque uma das grandes características da mídia sempre foi essa magia que os jogos eletrônicos são capazes de nos proporcionar, não acha?

[via Joystiq]

Relacionados:

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Edmilson_Junior

    Feno vermelho

  • Tejobr

    Se quer realidade, vá dar uma volta na linha vermelha. Só tenha em mente que, nesse jogo, não tem respaw.

  • http://www.facebook.com/people/Wagner-Felix/661933705 Wagner Felix

    por estar num container é diferente de estar apenas jogado sobre o chão, eheheheh…
    Outro dia vi um video REAL de um cara pulando de 12m de altura numa piscina com 30 cm de agua… Ai uma porçõa de cientistas e o próprio cara que pulou falam como é possível.