Fotografia
Fotografia
Digital Drops Blog de Brinquedo

Kodak [ainda não] morreu, mas Apple e Google já pediram juntas o cadáver no cardápio

Por em 12 de dezembro de 2012
emApple e Mac Áudio Vídeo Fotografia Fotografia Google Mercado Notícias relacionados                           
Mais textos de:

Site | Twitter
  • http://twitter.com/Cyber_Ramses/ Ronaldo Gogoni

    Esses dias achei numa arrumação uma Kodak Instamatic que era do meu pai. Pena não existir mais o filme 126 dela, mas algumas pessoas vendem lotes vencidos por aí. Ainda quero arriscar se vão funcionar.

    • http://www.facebook.com/profile.php?id=1361364147 Paulo Ricardo Schwind

      Idem, se bem que a minha era chamada Kodak Repeteco.Isso em idos de 1980. E os cubos rotatórios de Flash que custavam quase uma revelação?

      • http://twitter.com/Cyber_Ramses/ Ronaldo Gogoni

        A Repeteco era como a 177X era chamada, é a mesma que eu tenho. Esses cubinhos são os Magicubes, tem no ML também, mas meu pai nunca usou, ele tinha uma Frata Magic, o Flash que funcionava com 4 pilhas AA. Não consegui fazer ele disparar, mas acho que a culpa era das pilhas. :p

  • http://www.facebook.com/people/Marcelo-Eiras/1567301419 Marcelo Eiras

    Minha primeira digital foi uma Kodak DC215 Millenium Gold 2000 com 2x de zoom e 1 megapixel com cartão Compact Flash. RIP Kodak

  • Xultz

    Eu preferia os filmes da Fuji. Essa empresa existe ainda?

    • http://www.facebook.com/people/Marcelo-Eiras/1567301419 Marcelo Eiras

      Fujifilm tem várias câmeras digitais, como por exemplo a série Finepix

      • http://www.facebook.com/luctimm Lucas Timm

        Minha penúltima câmera digital foi uma Kodak, e foi a melhor DSLR que já tive. (queimou o display >.<)

        • http://www.facebook.com/gabriel.s.gomes Gabriel Gomes

          vc tem certeza de que era realmente uma DSLR?? DSLR’s kodak são extremamente raras…..

  • Hollander

    “fica a imaginar como a Eastman Kodak Company se recuperará depois de encerrar a produção de filmes fotográficos”

    Impressoras… Eles vão investir em impressoras…

    • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

      Agora que tu comentou, esse “se recuperará” de meu texto era para ser a mesóclise “recuperar-se-á”, corrigir-lo-ei. :) :D

  • http://www.facebook.com/fuzatto André Fuzatto

    Até pouquíssimo tempo atrás tinha aqui em casa uma Instamatic (quem é que gosta de fotografia e tem idade suficiente não teve uma? fora o Laguna claro), comprada a prestação no também falecido Mappin, hoje compra-se uma maquina digital por R$300,00 que com um cartão de memória de 8GB tira-se mais fotos em um dia que uma Instamatic em sua vida útil toda conseguiria tirar.
    Ela teve sua chance mas não aproveitou o boom da fotografia digital, que aliás ela foi a pioneira. Poderia ter se aventurado em câmeras para celulares, usar a força de suas patentes para alavancar a empresa fazendo parcerias, até mesmo quem sabe se lançasse produtos em outras áreas de atuação que não a fotografia, diversificando o portfólio de produtos, sei lá.

    • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

      Meu sonho era ter uma Polaroid… Mal sabia que uns 12 anos depois eu carregaria uma câmera o tempo todo comigo, capaz de compartilhar as fotos instantaneamente para os amigos e desconhecidos. :)

      • http://www.facebook.com/fuzatto André Fuzatto

        Essa evolução que você viveu e ainda vive, de sonhar com uma Polaroid ontem e hoje compartilhar direto da câmera as suas fotos instantaneamente, é uma coisa maravilhosa. Pena que a Kodak se perdeu entre o ontem e o hoje, com o pé firme no passado, sem conseguir aportar no presente.
        Meus sonhos foram sempre com videogames e computadores. Vídeo games nunca tive, mas computadores vivo cercado por eles, de clientes e os meus próprios.
        Apesar dos meus sonhos, nunca imaginei que trabalharia com computadores, também carregando um o tempo todo e ainda usando o mesmo para entretenimento, no lugar do vídeo game.
        Não é maravilhoso quando realizamos nossos sonhos, ou melhor, quando conseguimos ir além deles?

        • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

          Sim, é maravilhoso mesmo… Acho que graças à esse rápido avanço da tecnologia que ando cada vez menos saudosista e menos apegado às coisas materiais, só não o suficiente para ser minimalista ou algo do tipo. :)

          • http://www.facebook.com/fuzatto André Fuzatto

            Também não sou saudosista, gosto de tecnologias novas, tanto que sempre me atualizo, permitindo agilizar meu dia a dia de forma que posso me apegar as coisas imateriais da vida, e ainda ser um pouco minimalista. Até mais!