Microsoft divulga preços oficiais do Surface Pro, aquele com metade da bateria do RT

Panos Panay, gerente-geral do projeto Surface, revelou ontem os preços oficiais da tablet x86 da Microsoft, aquele que roda a versão completa do Windows 8: o Surface Pro será lançado em algum dia de janeiro a partir de 899 dólares, preço correspondente à versão com SSD de 64 GB.

Quem quiser 128 GB de espaço mais-ou-menos disponível terá de desembolsar mais 100 obamas da carteira, pagando US$ 999. Nenhuma dessas duas versões virá com a icônica capa-teclado, que terá de ser adquirida à parte por até US$ 130, mas cada pacote do Surface Pro inclui uma caneta que pode ser usada para escrever na tela. Caneta essa que não é suportada pelo Surface RT.

Enquanto o Surface RT consegue manter uma autonomia próxima das 9 horas de navegação na internê, a bateria do Surface Pro morre na metade desse tempo, por volta das 5 horas de uso.

Laguna_SurfacePro_30nov2012

Surface Pro virá com caneta e custará a partir de US$ 899.

Essa curta vida da bateria torna o Surface Pro mais próximo de um ultrabook que de um tablet, mas convenhamos que colocar um processador Intel numa tela full-HD de 10,6 polegadas e manter um conector USB 3.0 completo num aparelho do tamanho de tablet teria lá seus sacrifícios. Ainda bem que a Microsoft manteve ao menos uma saída de vídeo mini-DisplayPort para o pessoal que precisa projetar slides em palestras e seminários.

E podem ter certeza que veremos mais tablets sendo utilizados em sala de aula: segundo o último relatório do NPD Group, o mês do lançamento do Windows 8 foi marcado pela queda nas vendas dos computadores, comportamento bem diferente do mesmo período em lançamentos anteriores do Windows (Vista inclusive).

Em outubro, as vendas de desktops caíram 21 por cento e os laptops com Windows tiveram queda de 24% nas vendas lá na América do Norte: com exceção da Lenovo, Asus e, óbvio, Apple, o mercado de PCs está lutando para sobreviver. Nos Estados Unidos, em tal mês o mercado de computadores x86 sofreu encolhimento de 12,4% sobre a média do 3º trimestre.

O tio Laguna ainda acha cedo para podermos dizer se a Microsoft pode vir a ser uma nova Apple no quesito vendas de aparelhos baseados no ARM, até porque ainda tenho minhas dúvidas se o ecossistema dela torna os Windows Phones verdadeiros “canivetes suiços”, mas já estou juntando meus trocados para levar um Surface Pro pois meu pobrebook não passa de 2013: o aparelho da Microsoft consegue ser bem menos caro que um MacBook Pro e ainda me mata um pouco a vontade de comprar um iPad mini.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Emanuel Laguna

O “tio Laguna” nasceu no Siará em meio à Fortaleza de 1984. Sempre gostou de brincar de médico com os aparelhos eletrônicos e entender como um hardware dedicado a jogos funciona, mas pretende formar-se como Engenheiro Eletricista qualquer dia. Antes apaixonado pelos processadores gráficos desktop, vê nos smartphones, tablets e outras geringonças mobile o futuro da computação.

Compartilhar
  • Guest

    “o aparelho da Microsoft consegue ser bem menos caro que um MacBook Air”

    Surface + Teclado = 1029
    MacBook Air (Com teclado de verdade incluso) = 999

    • Corrigido: eu queria me referir ao modelo Pro, em particular o de Tela Retina que havia me chamado a atenção. 😉

      • De qualquer maneira, a comparação com o MacBook Air é válida. Os dois tem um hardware parecido, o que justifica o preço, mas o Surface Pro me parece um patinho feio que é pesado demais pra um tablet, e desconfortável demais pra ser heavy used.

        • Pois é, o Surface perde em design e solidez de construção comparado com o Air, e ganha no fator de poder ser usado sem o teclado, como tablet, embora seja pesado para isso.

          • Keaton

            O Air perde do Air? wat. :p

          • Agradeço por apontar, corrigido 🙂

          • Não acho o Surface pesado, como tablet.

            MacBook Air, se comparado a um tablet full Windows eu acho que perde.

            Mas se eu fosse investir uns trocados pra trocar meu Surface RT por um Pro, eu preferia pegar o HP Envy X2, que é um verdadeiro Laptop e pode se tornar um verdadeiro tablet.

          • Oloko, o iPad já acho que extrapola o limite de peso confortável para uso, as vezes no sofá cansa o braço ficar segurando ele e pesa 1/3 do Surface Pro.

            Claro, cada um tem suas preferências, mas acho o Surface muito pesado para o uso como tablet, pelo menos o uso que faço, ver séries, navegar na internet/twitter/facebook deitado no sofá/cama.

            Peso do iPad 310g, Surface RT 680g, SurfacePro 910g.

            É um computador muito leve ou um tablet muito pesado.

            Sobre o Macbook Air vs tablet com full windows gostaria de saber mais sobre sua opinião, pois a principio a única vantagem que vejo no Surface é poder remover o teclado, estou perdendo algo?

          • O iPad te 652g, acabei de olhar no site da própria Apple (além de lembrar muito bem do peso do meu antigo iPad)

          • Fato, também vi agora lá, não sei de onde tirei o valor anterior, joguei no google e peguei o resultado, errado, ainda sim, prova que o RT é usável, no limite como o iPad, mas o PRO vai bem além, para meu uso e opinião, claro.

          • Ricardo Martins dos Santos

            Faltou o Touch, né?
            Que na minha opinião é “O” diferencial.
            Também como tablet não é qualquer um pois tem o diferencial de aceitar .exe né?!
            Com isso vc já não fica tão preocupado se vai “pegar” a loja da microsoft.

          • você se enganou.. ipad pesa o mesmo que o Surf RT. E 30% menos que um Surf Pro.

          • Antony

            Não é o peso do Ipad ou Surface que eh pesado, deve ser seu braço gordo!

          • Leonardo Bruno Lima

            Ja segurou um para afirmar quanto ao design?

          • Você já pegou a Angelina Jolie para afirmar que o design dela é agradável?

          • iPad 3.5 = 652 gramas
            Surface RT = 680 gramas.

          • Achei meu erro, vi as specs do iPad Mini no lugar do irmão maior.
            Ainda sim, como disse o iPad já me causa desconforto, o Surface RT é ainda mais pesado, pouco e provavelmente tolerável, já o PRO com 300g a mais é muito pesado para meu uso de tablet e se for para pegar um ultra ainda iria de Air, me parece mais por menos(incluindo teclado no Surface).

          • Nossa, vamos lá:

            Comparar o iPad com Surface RT, pesos similares. Se tu acha pesado para um tablet, eles têm o peso normal de um tablet ~10 polegadas. Se é pesado para você, sugiro pegar um tablet de 7 polegadas. Tá todo mundo no mesmo barco (o Nexus 10 tem 603g)

            O Surface Pro terá 902 gramas (MacBook Air 11″ tem 1.08kg) . Se ele tiver que ser comparado com o MacBook Air, ele vende no peso. EU não faço esta comparação, pois é totalmente no campo do fanboysmo Apple vs. Microsoft. Tanto que uso um MacBook Pro para trabalho, um Surface RT como tablet e trocarei este mês o Pro por um Air, jamais consideraria um Surface Pro, um é tablet, o outro é um laptop (e nem te conto, eles rodam até SO diferentes!). Se eu fosse considerar a troca, como falei antes, seria o HP Envy X2, este sim um excelente concorrente Windows pro MacBook Air 11″, e com preço muito mais atraente.

            O Surface é como um Nexus da Microsoft, serve para ditar o mercado sobre qual a direção que os fabricantes devem tomar com o a nova versão do Windows 8. Mas, também acho que o grande erro da Microsoft foi ter compartilhado o hype do lançamento do Windows 8 com o Surface. Eu não acho que é um produto que representa o Windows 8 tão bem, deveria ser disponibilizado fora dos holofotes, como a família Nexus é para o Android.

            Tanto que o presidente da Acer fez um choro sem medida por causa do Surface exatamente por causa disto, eles tiraram a atenção da quantidade de hardware bacana que outras companhias estão fazendo com o Windows 8. Algumas bem superiores ao próprio Surface Pro.

            EDIT:

            Acabei de ler isto, do Tom Warren, e concordo.

            https://twitter.com/tomwarren/status/275304213943308289

          • Primeiro, Surface RT, o foco era o Pro quando disse que o peso era um fator contrário caso quisessem sugerir que ele pode ser um tablet ao ser usado sem teclado, o RT obviamente é concorrente direto do iPad, nunca os achei pesados demais, mas como deixei claro, os acho no limite para tablets, nada além disso.

            Air vs Surface, um é mais leve, porém levemente menor, normal, acredito que empatam nisso. E sinceramente, por mais que possa ser usado como tablet, eu diferentemente de você discordo que seja um, está mais para ultrabook do que tablet, novamente por achar que é muito pesado para ser usado como tablet, aqui novamente repito, apenas minha opinião e imagino que você como eu saiba que há nicho para ele atuar em ambas situações, tablet e ultra, para mim seria como ultra, se não existisse o Air.

            Sobre o HP Envy X2 e outros de outras fabricantes, desconheço, não li nada sobre, nunca mexi, nunca vi vídeos, então não posso opinar, mas imagino que deve ter muito hardware bom e muita concorrência boa vindo nos ultrabooks.

            Em casa nunca senti necessidade de um ultra, tenho o macbook pro, um desktop com Windows 8 que me atende perfeitamente quando preciso de potência de processamento e um iPad que virou o xodó da casa, eu, minha esposa e meu filho de 2 anos sempre brigando para quem vai mexer no bichinho, vou acabar tendo que comprar outro.

          • Veja videos do Envy X2, é tentador. 😉

  • dmmartins

    Quem quer um computador completo, que compre um computador completo. Quem quer um tablet, compre um tablet. Como dizem por aqui: uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa…

    • Do mesmo raciocínio, teríamos o seguinte: quem quiser câmera, que deixe o smartphone em casa e traga a compacta. 🙁

      • dmmartins

        Claro, tire uma foto de qualidade com seu iPhone. Ah, não dá… Então põe um filtro do instagram…

        • Tenho um iPhone 4S e as fotos dele são quase tão boas quanto as fotografias obtidas com compactas comuns, com a diferença que a câmera compacta tem tamanho maior e não possui 3G e/ou Wi-Fi. 😉

          • dmmartins

            Suas cameras compactas são muito ruins.. 🙂

          • As Cybershot da Sony são mesmo uma porcaria, confirmo! 🙂 😀

          • Seu argumento anencéfalo é pior.

          • Laguna, mas aí você está comparando com uma câmera ruim, né?
            Primeiro, que no celular (nao sei o caso do 4S em específico) você tem um pequeno delay pra tirar a foto, segundo, é que o tempo entre as fotos é maior (no caso do ‘press and keep shooting’ xD), terceiro que camera de celular não tem zoom lá muito bom, e quarto que a captação de luz é bem inferior também.

    • E quem tem raciocinio lento e arcaico que se meta no que as pessoas devem comprar ou não.

      • dmmartins

        Isso, compre tudo que lhe oferecerem. Eles tem uma razão.

        • Pois é. Eu sou tão idiota que não sei o que quero.

          Eu não sei que quero ter um surface pra sentar e navegar na internet no sofá com uma boa performance em modo tablet.

          Eu não sei quero usar esse mesmo tablet com teclado e mouse pra escrever algo mais longo.

          O “jenial” Dmmartins é que manja das putaria. Ele tem um tablet pra navegar na net, uma laptop pra escrever merda no meiobit e um desktop pra jogar games crackeados.

          Uma pessoa que quer um tudoem um é automaticamente uma besta…

  • Segundo Michel Levy, não há planos de para trazer o Surface, para o Brasil em um futuro próximo. “Hardware só é competitivo no Brasil se for fabricado aqui. Então, não temos previsão de lançar o Surface no País” : http://t.co/uhFPYALj

  • Repetindo o que disse no Facebook: a versão RT, que “concorre” com os tablets, já está a venda por metade do preço. Essa tablet x86 está mais pra substituto de notebook/desktop. Vendo dessa forma, não achei tão caro.

    • Na real é um “ultrabook”, concorrente do Air da Apple que custa US$999,00 já com teclado e tem melhor acabamento, mas o fator poder tirar teclado e usar como tablet conta a favor do Surface, mesmo sendo pesado para esse uso.

      • É o lançamento que mais tenho esperado nesse último ano. Se já tivesse uma previsão e preço de lançamento no Brasil, eu teria adiado um pouco mais a decisão de compra de um notebook.

  • Mesmo preço de um “tudo em um” com tela de toque de 23”. Cabe ao usuário escolher entre portatilidade e tamanho da tela.

  • Eu optaria pelo macbook air

    • Mas, amigos. O Surface roda Windows, o MacBook roda MacOS, são duas coisas muito diferentes, não dá para comparar só o hardware sem pensar no software.

      O nicho desse aparelho é para quem PRECISA de windows devido a necessidade de algum software. Imaginem, por exemplo, o sistema de estoque da sua empresa, feito em Delphi (como tem disso por aí….). Agora imagine que o peão precisa correr os galpões onde o material fica armazenado com o computador mais portátil possível….. de preferência touch já que ele vai operar em pé….

      Se você não tiver essa demanda pelo windows, esse Surface perde o propósito. Você usaria um tablet normal (iPad/Android) ou um ultrabook dependendo da situação onde o uso se aplicar.

      • Hollander

        Acho que o exemplo, apesar de válido não é viável devido ao custo caro para a função, com probabilidade fácil de danificar neste ambiente.

        O nicho está mais para quem precisa de mobilidade e uso do Office. Exemplos: Professores, Diretores, Área Comercial.

      • Mas… mas… mas…

        Roda Windows no MacBook Air.
        E graças ao trackpad multitouch gigante que ele tem, provavelmente é mais confortável de usar Windows 8 nele do que em qualquer outro computador. Se duvidar, é mais produtivo que o próprio Surface, que dizem ter um teclado horrendo.

        • Não não é mais confortável usar Windows 8 num MacBook (Além de ser o cúmulo da cafonice). Por razões óbvias. É só pesquisar.

      • Verdade! na minha situação não existe nada melhor q o surface pro! quero ele só pra quebrar o galho em certas horas! e a praticidade dele é incomparável, o envy x2 fica aquele teclado bugiganga solto q nao vou saber se guardo na mochila ou largo na mesa… uso muuito o photoshop, ja me convence só pela caneta! é o unico “tablet” q teoricamente nao tem teclado fisico! mas na pratica tem… ja q qualquer tablet precisa de uma capa… ja assisti trocentas vezes a apresentação dele! por mais q a microsoft tente acertar, as pessoas se recusam em elogiar! a construçao do surface é espetacular! só por ser de vapormag e gorilaglass ja da um coro num macpro!

  • Camargos

    O duro é a duração da bateria. Uma dúvida, será que terá cooler?

    • O Surface Pro terá ventoinha interna sim: é um Core i5 ali, não um Atom! 🙂 😀

  • Eu não entendo a mentalidade dessas bestas que comentam.
    Tem gente que quer a porra em um equipamento só. Se vc não é seu publico ok! Mas pare de falar merda.

    Ta dando nojo dessa geração que frequenta site de tecnologias e não entende porra nenhuma de hardware e mercado.

    • marcosalex1

      nervosinho?

  • arakawa

    Eu quero ver é um Surface com uma geforce e pnc de bateria 😀

  • Luis Marques

    Adoro o Titulo… a Microsoft lança um TABLET espectacular com um sistema operativo que permite correr qualquer aplicação de um computador e ainda assim há dar ênfase a durabilidade da bateria…
    Depois os ‘sem-argumentos’ vêm comparar um Tablet com Macbooks Air…

    Como disse alguém num outro blog cheio de entendidos em tecnologia… ‘A Microsoft devia ter chamado o tablet de Isurface… assim já seria um sucesso!’

  • Cássio Amaral

    Preço do Surface de $999,00 no brasil = R$ 3500,00 (sem impostos)

  • Estava vendo o HP envy x2 mas acho melhor o samsung ativ pro que é bem melhor na minha opinião. A minha irmã vai comprar um pra ela e como não tenho dinehiro vou me contentar com o surface RT.

  • Pingback: Apple anuncia iPad 4 com 128 GB « Meio Bit()

  • Pingback: A razão que ainda me faz rejeitar o Surface()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja