Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Metrô Chinês usando frequência de WIFI para sinalização. O que poderia dar errado?

Por em 21 de novembro de 2012
emCelular Computação móvel Mundo Estranho
Mais textos de:

Site | Twitter
  • Keaton

    Com um zilhão de possibilidades… como infernos conseguiram essa proeza?

    • http://www.facebook.com/profile.php?id=100004481977590 Marco Santos

      Não duvide da estupidez humana, meu caro.

  • http://www.shimatai.com.br Wagner Shimatai

    Sem contar que algum engraçadinho pode tentar capturar os sinais e tentar reproduzir, causando um caos.

  • http://wesleydesouza.com.br/ Wesley de Souza

    Tudo que vem da china usa 2,4 GHz para comunicação sem fio. Até trens.

  • http://www.facebook.com/nelson.h.c.nepomuceno Nelson Henrique Corrêa Nepomuc

    O autor da pesquisa deve ter publicado e sumido. Na dúvida, o culpado é ele.

  • Tejobr

    Para que inventar? O negócio é usar os recursos naturais.

    Engano meu ou o celular da imagem está de capa dura?

    • http://www.facebook.com/sboorbou Samuel Santiago

      eu ia dizer o mesmo… sobre o celular de capa dura….

  • http://nada-aqui.posterous.com Marcio Neves Machado
  • Carlos Magno GA

    “então as empresas ferroviárias decidiram que ao invés de pagar uma fortuna por uma frequência própria, era melhor olhar o espectro eletromagnético, ver uma faixa não-regulada e usar.”

    Que vantagem tem, para sinalização ferroviária, o uso da freqüência de 2.4 GHz? Eles precisam transmitir dados a 10 Mb/s? Porquê não usar uma freqüência menos utilizada hoje em dia, como o AM, de longo alcance e alta penetração (em especial no metrô, que é um lugar mega-isolado magneticamente).

    • http://twitter.com/jaisoncarvalho Jaison

      o problema do AM é largura de banda pífia para comunicação digital e baixíssima imunidade a ruído, qualquer mal contato em fio emite AM.
      Sem contar que justamente pelo alcance dela alguém mal intencionado de bem longe consegue interferir na comunicação.

      Deixa o AM pros nossos radios de galena em feiras de ciências, esse é o lugar deles :)
      2.4GHz é usado em comunicação sem fio inclusive para aplicações industriais, por N motivos, um deles é o custo, e não é só na china, no mundo inteiro é assim.
      O mais indicado para o caso dos trens seria comunicar via infravermelho ou laser.

      • Carlos Magno GA

        A baixíssima imunidade a ruído é que confere ao AM uma banda pífia. Mas se for algo em torno do que eu li na internet recentemente (1500 bits/segundo), acho que dá legal para informações de sinalização metroviária.

        Infra-vermelho e “laser” necessita de alinhamento perfeito, vai depender muito da geometria do local e do uso. FM poderia ser utilizado, mas seria muito curto, embora acho que de alcance bem maior que WiFi.

        P.S.: Eu ouvia rádio AM em túneis dentro de um carro, não deve ser tanta interferência assim. Mas acho que o Laguna é o melhor para responder a esse questionamento.

        • http://twitter.com/jaisoncarvalho Jaison

          A baixíssima imunidade a ruído é que confere ao AM uma banda pífia

          Na verdade não, é questão da modulação mesmo.

          Infra-vermelho e “laser” necessita de alinhamento perfeito, vai depender muito da geometria do local e do uso

          Não tão perfeito, em minhas aplicações industriais usamos esse recurso.http://www.youtube.com/watch?v=l5d_H1PiL3c&feature=plcp esse bichinho ai do vídeo esta comunicando via infravermelho e sem alinhamento.

          P.S.: Eu ouvia rádio AM em túneis dentro de um carro, não deve ser tanta interferência assim.

          Isso porque o AM rebate bem, fora o comprimendo de onda dele que permite atravessar bem sólidos.

          Mas acho que o Laguna é o melhor para responder a esse questionamento.

          Argumento de autoridade ? :)

          • Carlos Magno GA

            > > Mas acho que o Laguna é o melhor para responder a esse questionamento.
            > Argumento de autoridade ? :)

            Pode ser que ele tenha experiência na transmissão de dados por freqüência de rádio. Não sei você, mas eu estou debatendo em cima de coisas que eu li na internet e conhecimento geral e de histórico de uso. E minhas fontes são pouco confiáveis. Ele pode ter fontes melhores, já ter construído um transmissor AM, um transmissor de rádio ou algo do tipo para uso profissional em condições de campo.

            Eu só sei que gostava de ouvir CBN em rádio AM e aquele troço pegava em qualquer lugar e qualquer pé de serra no meio da nada.

            P.S.: Imaginei agora um chinês usando as freqüências de emergência para transmitir as informações de tráfego metroviário. Seria bem a cara da China mesmo. :-D

  • http://www.tetadefrango.com/ Teta de Frango

    Opa! Excitou!

  • http://www.facebook.com/vinicius.goellner Vinicius Goellner

    Provavelmente vão comprar aqueles dongles na Dealxtreme que aumentam a potência do sinal e custam $5. De brinde vão inutilizar qualquer coisa abaixo de um microondas com o ruído. O metrô “volta” a funcionar e alguém ganha um aumento de $1 por mês pela iniciativa, ideia de geneo certo?