4A Games critica duramente o processador do Wii U

dori_mln_21.11.12

Recentemente vimos Michael Ancel rasgar elogios ao Wii U, afirmando o quão fácil é trabalhar com o console e como o seu poderio técnico possibilitava que, mesmo com alguns erros no desenvolvimento de um jogo ele rodava sem problemas no aparelho.

Porém, esta opinião não parece ser compartilhada por Oles Shishkovtsov, diretor técnico da 4A Games e que está trabalhando no Metro: Last Light. Segundo ele, “o Wii U possui um processador horrível e lento”, o que de acordo com  Huw Beynon, outro funcionário do estúdio, praticamente elimina as chances de trabalharem numa versão do FPS para o videogame.

Demos uma olhada inicial no Wii U e achamos que poderíamos adaptar o jogo, mas em termos do impacto que poderíamos causar na qualidade geral do game – potencialmente ao seu detrimento – percebemos que não valeria a pena. É algo que podemos reconsiderar, mas eu não quero fazer nenhuma promessa. Devido ao tamanho da equipe que temos e se compararmos a aonde estávamos quando fizemos o jogo anterior, desenvolver o Last Light para o Playstation 3 já é uma adição significativa.

Considero a declaração um tanto preocupante, mas não podemos ignorar que todo lançamento de console é a mesma ladainha, um grupo de desenvolvedores reclamando da dificuldade em criar jogos para aquele aparelho e títulos sendo lançados com qualidade inferior a dos concorrentes. Outro detalhe é que estúdios como a Ubisoft Montpellier e a Treyarch não parecem ter encontrado muitos problemas ao adaptar seus títulos para o Wii U, ou pelo menos não tornaram isso público.

[via NowGamer]

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Keaton

    “nós não sabemos tirar 100% do WiiU e temos preguiça de adaptar”. outro. 😐

    • http://www.facebook.com/dougkbox Doug Fernandes

      Exatamente.

  • http://twitter.com/ericksonleon ericksonleon

    Portar Metro para o WiiU, achei que fosse piada. Só se for uma versão 2D. Até parece que a Nintendo iria fazer um console com este perfil!. O objetivo claramente não é rodar jogos densos e concorrer em performance com a Sony e a MS, mas criar um nicho próprio sobretudo dentre os gamers casuais.

    • http://www.vidadegamer.com.br/ Dori Prata

      Desde que o Wii U foi anunciado a Nintendo tem vendido a ideia de que o console tentará conquistar o público hardcore, então acho que você está um tanto equivocado.
      Basta ver a quantidade de jogos que saíram pro console no lançamento e que possuem versões pro 360 ou PS3.

    • http://www.facebook.com/dougkbox Doug Fernandes

      Bem desinformado você estar – Mestre Yoda.

  • Trupi Zupi

    Y Wii U No!!!

  • Anderson Andrighi

    Se o objetivo é obter o público entusiasta de tecnologia não convenceu ninguém. Óbvio que não terá a performance de uma gtx 680, com um I7 3770K, mas o Wii U é marginalmente mais rápido que o PS3 e tem 4x mais memória de vídeo GDDR 3. GDDR3?! Sabe que as placas de vídeo dedicadas voltadas para o mercado de pc’s para jogos usam GDDR5 e há um burburinho de usar o XDR2. A menos que o ps4 e o novo xbox decepcionem muito a Nintendo já começou usando nesta nova geração hardware da geração antiga. Outra coisa o WiiU usa de fato SM 5.0, mas quem garante que ele vai poder usar essas instruções sem perda de fps e vários pequenos travamentos, tesselation, HBAO, AA e outras técnicas de renderização usam muito poder de processamento que o WiiU não tem.

    • http://www.vidadegamer.com.br/ Dori Prata

      Fazer um jogo para o dito público hardcore não significa ter gráficos mais realistas que os de uma animação feita por Hollywood.
      O que quero dizer é que embora eu concorde em partes com a sua afirmação e saiba que eles terão dificuldades para competir com um PS4 ou X720, não gosto de pensar que para ser bom um jogo precisa ter gráficos de ponta e acho que já passamos da hora de parar de pensar desta maneira.

  • Pingback: Wii U: quão fracos seriam os processadores do novo console da Nintendo? « Meio Bit()