Ciência
Ciência
Digital Drops Blog de Brinquedo

Para tristeza de Bowie (provavelmente) não há vida em Marte. Mas calma, isso pode ser bom.

Por em 18 de novembro de 2012
emCiência
Mais textos de:

Site | Twitter
  • http://twitter.com/jorge_tc Jorge Torres Coelho
  • http://twitter.com/nerddiaries nerddiaries

    “Terraformar”. Carl Sagan FTW!

  • Pandameister

    “Pode parecer chauvinismo, mas o Carbono é o elemento-piranha, ninguém se combina mais”
    Algo me diz que você viu Crash Course Biology (ep 1: Carbon is a Tramp) no Youtube.

  • http://www.facebook.com/rantonioli Rafael Antonioli

    Frase de para-choque de caminhão: Bicha é igual a carbono, faz ligação para todos os lados.

  • http://www.subeteanimes.com/ Panino Manino

    Acharam “merda” nenhuma em Marte, maravilha.

  • Waldir Leoncio

    Peraí, já? Não valeu, não. Nem contou um-do-la-si…

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100004481977590 Marco Santos

    Hum… quanto tempo até habitarmos Marte?

  • http://www.facebook.com/stelladauer Stella Dauer

    Acho essa afirmação irrelevante. Não dá para afirmar que não existe vida só porque nós, com nossa concepção do que seja vida, estipulamos que não há nada lá.

    Já lemos notícias de seres vivos microscópicos encontrados na Terra, que não eram feito de carbono, e sim de outros elementos que jamais imaginamos que poderiam gerar vida.

    Por isso, acho essa uma afirmação muito simplista para o caso.

    • Ednei Monteiro

      Onde estão essas notícias? Além daquela sobre bactérias que utilizariam arsênico no lugar do fósforo e que é contestada desde então.

    • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

      Link.

    • Eduardo Alves

      Referências ou não aconteceu. Como biólogo ainda não li nada a respeito do registro de formas de vida baseadas em qualquer outro elemento que não seja o carbono. Talvez você esteja fazendo confusão com organismos que utilizam outras fontes de nutrientes diferentes das que nós estamos acostumados. Com relação ao que foi comentado pelo mareaturbo, em 2010 um grupo de pesquisadores apoiados pela NASA devulgou, em um coletiva de imprensa, a descoberta de vida microbiana baseada em arsênico. Entretanto, os resultados apresentados pelo grupo foram amplamente contestados, principalmente porque a metodologia apresentada era extremamente inconsistente. O principal argumento contra a descoberta era o de compostos baseados em arsênico. Se não me engano os pesquisadores conseguiram isolar moléculas de DNA em que o fósforo do grupamento fosfato que faz parte da estrutura da molécula era substituído por arsênico. O problema é que compostos baseados neste elemento são extremamente instáveis. Especula-se que o mais provável é que tenha ocorrido uma contaminação cruzada nos experimentos e que não tenha sido notada.

  • fabianelim

    “ou em Europa, onde não temos planos de aparecer pessoalmente nos próximos 100 anos”

    Pra mim nem precisa ir tão longe. A Argentina já se mostrou impossível nos próximos dois anos. :(

  • HoneyPot FP

    ou até as bactérias que temos no nosso corpo exterminarem a vida em marte, porque lá não tem defesa contra nós?