Para tristeza de Bowie (provavelmente) não há vida em Marte. Mas calma, isso pode ser bom.

David Bowie – Life On Mars (HD music video)

Um dos experimentos mais aguardados do Mars Science Laboratory, ou Curiosity, pros íntimos, foi a pesquisa por metano. De fórmula CH4,é um composto orgânico muito simples, excretado por todo organismo anaeróbico. Metano também é muito instável, em 10 anos ele se combina com o oxigênio atmosférico formando dióxido de carbono e água.

A presença significativa de metano em Marte seria uma prova indireta muito significativa da presença de microorganismos em seu solo. Os processos inorgânicos de produção de metano dependem de atividade geológica, algo que Marte não apresenta mais faz tempo.

Não conseguiram identificar metano nem na razão de 5 partes por bilhão. Estudos atmosféricos acharam concentrações de 3 partes por bilhão. Quase nada. Na Terra a concentração é de mais de 1.800 partes por bilhão.

Isso significa que ou não há vida em Marte, o que é mais provável, ou a vida lá é completamente diferente da terrestre, não sendo baseada em carbono. Pode parecer chauvinismo, mas o carbono é o elemento-piranha, ninguém se combina mais, gerando mais compostos estáveis na temperatura da água líquida do que ele. Há teorias inclusive de que o próprio DNA seja Universal.

total-recall-mars-quaid-eye-bulge

eu disse vida inteligente

Quem estava esperando os belos e sábios marcianos de Ray Bradbury, ou pelo menos aquela dama que troca favores por dinheiro de 3 peitos de Total Recall, é uma decepção, mas não precisa ser assim.

Marte ter uma biosfera viável poderia ser muito, muito ruim. Estamos falando de todo um ecossistema independente do nosso. Organismos para os quais não temos nenhuma defesa. Organismos que podem ser totalmente inofensivos ou instantaneamente letais. Um fungo que metabolize queratina dos cabelos e excrete cianureto, por exemplo. No nosso mundo não teria evoluído, pois matar o hospedeiro instantaneamente não é muito inteligente. Mas e se fosse transplantado?

Sendo estéril Marte resolve TODOS os nossos problemas e preocupações com contaminação. Nossas naves não precisam ser tão esterilizadas, pois não terão o que contaminar, e missões tripuladas e/ou de retorno de amostras não correm o risco de trazer junto um Enigma de Andrômeda ou aquela loura boa que passava o rodo geral em A Experiência.

A idéia de encontrar vida alienígena é muito atraente, mas que seja via radioastronomia, longe demais para uma visita, ou em Europa, onde não temos planos de aparecer pessoalmente nos próximos 100 anos. Marte é o único planeta que temos condição de terraformar com nossa tecnologia atual. Se não houver vida para atrapalhar, não temos porque não começar. Já.

Relacionados: , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • “Terraformar”. Carl Sagan FTW!

  • Pandameister

    “Pode parecer chauvinismo, mas o Carbono é o elemento-piranha, ninguém se combina mais”
    Algo me diz que você viu Crash Course Biology (ep 1: Carbon is a Tramp) no Youtube.

  • Frase de para-choque de caminhão: Bicha é igual a carbono, faz ligação para todos os lados.

  • Acharam “merda” nenhuma em Marte, maravilha.

  • Waldir Leoncio

    Peraí, já? Não valeu, não. Nem contou um-do-la-si…

  • Hum… quanto tempo até habitarmos Marte?

  • Acho essa afirmação irrelevante. Não dá para afirmar que não existe vida só porque nós, com nossa concepção do que seja vida, estipulamos que não há nada lá.

    Já lemos notícias de seres vivos microscópicos encontrados na Terra, que não eram feito de carbono, e sim de outros elementos que jamais imaginamos que poderiam gerar vida.

    Por isso, acho essa uma afirmação muito simplista para o caso.

    • Ednei Monteiro

      Onde estão essas notícias? Além daquela sobre bactérias que utilizariam arsênico no lugar do fósforo e que é contestada desde então.

    • Link.

    • Eduardo Alves

      Referências ou não aconteceu. Como biólogo ainda não li nada a respeito do registro de formas de vida baseadas em qualquer outro elemento que não seja o carbono. Talvez você esteja fazendo confusão com organismos que utilizam outras fontes de nutrientes diferentes das que nós estamos acostumados. Com relação ao que foi comentado pelo mareaturbo, em 2010 um grupo de pesquisadores apoiados pela NASA devulgou, em um coletiva de imprensa, a descoberta de vida microbiana baseada em arsênico. Entretanto, os resultados apresentados pelo grupo foram amplamente contestados, principalmente porque a metodologia apresentada era extremamente inconsistente. O principal argumento contra a descoberta era o de compostos baseados em arsênico. Se não me engano os pesquisadores conseguiram isolar moléculas de DNA em que o fósforo do grupamento fosfato que faz parte da estrutura da molécula era substituído por arsênico. O problema é que compostos baseados neste elemento são extremamente instáveis. Especula-se que o mais provável é que tenha ocorrido uma contaminação cruzada nos experimentos e que não tenha sido notada.

  • fabianelim

    “ou em Europa, onde não temos planos de aparecer pessoalmente nos próximos 100 anos”

    Pra mim nem precisa ir tão longe. A Argentina já se mostrou impossível nos próximos dois anos. 🙁

  • HoneyPot FP

    ou até as bactérias que temos no nosso corpo exterminarem a vida em marte, porque lá não tem defesa contra nós?

  • Pingback: NASA vai terraformar Marte em breve()

  • Pingback: Curiosity alcança sua meta de longo prazo, uma enorme montanha marciana()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja