ad

2º lugar: Velha Infância, de Robson de Andrades.