Pega ladrão: Windows RT come metade da memória do Surface

Por muito tempo a informática foi baseada em matemática binária, daí 1 kb ser composto de 1024 bits. Um megabyte, por sua vez, é composto de 1.048.576 bytes. Só que nesses primórdios, isso custava dinheiro. Como comentei outro dia, cheguei a pagar US$ 60,00 por 1 MiB de RAM, mas não é nada. Em alguns mainframes pioneiros a cotação era US$ 1,00 por byte.

Fabricantes de discos, duros ou moles, queriam mostrar serviço sem gastar muito, então decidiram uma convenção: 1 MiB passou a ser 1 milhão de bytes. Um GB, 1 bilhão de bytes. parece uma diferença pequena, mas a cada GB os fabricantes economizam 73 MiB.

Outros fabricantes passaram a tratar com “memória não-formatada”, lembrando que as tabelas de alocação e outros recursos consomem parte do espaço em disco. É JUSTO, Um HD sempre vai ter parte de seu espaço separado para o sistema.

isso acontece até nos iPads. Um de 16 GB só tem 14 GiB disponíveis para o usuário.

No Surface imaginava-se o mesmo, mas a situação é BEM pior. Quem compra um Surface RT de 32GB só tem 16 GiB disponíveis.

Segundo o Engadget, o Surface RT de 32 GB tem seu armazenamento assim dividido:

  • Tamanho total do disco reportado pelo sistema: 29 GiB (3 GB, comidos internamente)
  • Reservado para ferramentas de recuperação: 5 GiB
  • HD reportado pelo File Explorer: 24GiB
  • Windows RT, Office e aplicações internas: 8 GiB
  • Espaço livre reportado pelo sistema: 16 GiB

isso mesmo. Seu Surface de 32 GB tirado da caixa, zerado, mais virgem que fiofó de Panicat só te libera metade da memória anunciada na caixa.

Isso pode ser algo aceitável para usuários de desktop ou de netbooks, mas em Tablets, onde cada esperma byte é sagrado, não rola. Aguardemos reclamações.

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • luizalbertotj

    É má notícia, mas tem entrada pra microSD e aceita HD externo nativamente, então tá tranquilo. 😉

    • Depende. Se considerarmos que a memória nativa não é só pra armazenamento, mas pra tudo, pode sim ser um problema. Será pouco provável que memórias adicionais como as que você citou possam ser usadas para execução de aplicações, o que não vai melhorar em nada a performance.

  • Prevejo processo contra a Microsoft por propaganda enganosa no Brasi; em 3…2….1….

  • Pierre Lehnen

    Bem, 32GB é o menor que eles vendem, não?
    É melhor que os 16GB do iPad então, só precisam mudar a forma como anunciam.

  • Para quem gosta de música e video faz um bocado de tempo que até 1 tera “é pouco”, mas para um tabletop para produção de docs e planilhas até que da para encarar, até porque isso tudo vai para a nuvem, 16 giga seria para instalar alguns aps, jogos e algumas coisas que não podem ficar a distância de uma boa conexão com a internet.

  • Eu imaginava que o WinRT, por rodar em ARM, teve uma rigorosa dieta. Mas parece que me enganei.
    Mas ontem, li um comentário dum cara querendo comparar Android com WinRT, pq o WinRT ocupa metade dos 32GB do Surface e o “Android com TouchWiz” dele, 3GB. Por essas e oitras desisto do mundo.

    • Mas se você parar pra analisar, ambos são SO’s simples, touch, fullscreen… pelo menos a versão RT não faz nada que o Android não faça…

      Então o que explica o RT ter 5 vezes o tamanho do Android?

      • Windows. Essa é a explicação.
        E não é papo de hater.
        Não dá pra esperar que um padrão de desenvolvimento de décadas mude de uma hora para outra; certamente os desenvolvedores da MS terão que ralar muito pra “pensar fora da caixa” e acertar esse produto.

      • Como dito pelo Aroldo Silva, é Windows.

        A única coisa que mudou é que o SO foi otimizado pra executar em ARM.
        Logo, outras linhas de códigos que provavelmente poderiam ser
        eliminadas, não foram. Deve ser por causa do Office 2013 e pelo
        File Explorer (o antigo Windows Explorer.)
        Além disso, o Windows não é um MobileOS…

  • RaphaelDoVale

    Por isso que eu comprei um 64gb e já tô procurando um microsd =D

  • Rodrigo

    Estava vendo aqui no iPad de 32GB que ele disponibiliza realmente “apenas” 28GB. Aproveitei e conferi o espaço ocupado pelo Pages (297MB), Numbers (349MB) e Keynote (344 MB), e totalizou 990MB. Não vou dizer que é pouco, mas ainda assim sobra 27GB com o pacote Office e aplicações internas (que não são muitas, claro). Tentei tornar a conta mais justa para o lado do Surface, mas infelizmente não consegui. Aproveitei para adcionar os aplicativos iLife e iBooks e o resultado caiu para poucos mais de 25GB (iMovie 519MB, iPhoto 175 MB, Garage Band quase 1GB e iBooks uns 50 MB). Acho que por ser RT, realmente a MS poderia ter feito uma dieta boa no tablet. Uma das coisas que mais chamou a atenção foi o fato de termos um Surface de 32GB pelo preço de um iPad de 16GB. Essa vantagem se acaba com essa notícia.

  • Sei não heim… se o RT faz esse estrago, imagino o que a versão x86 vai fazer. Se bem que com toda desgraça tem entrada microSD o que deve minorar um pouco os problemas.

    • Eu li que o Surface Pro tem armazenamento SSD de 64 ou 128 GB, e o Windows 8 Pro ocupa 20.

  • É… O bicho parece meio guloso mesmo. Por outro lado…. Só eu que li “Microsoft Office” entre os programas pré-instalados ? Alooooo… MS Office !!! Só isso já vale a aquisição (para o meu uso particular.. não estou dando nenhum parecer definitivo válido para todos os usuários de tablets)

  • Rodrigo Lopes
  • Pingback: Microsoft divulga preços oficiais do Surface Pro, aquele com metade da bateria do RT « Meio Bit()

  • Pingback: Apple anuncia iPad 4 com 128 GB « Meio Bit()

  • Pingback: Smartphone comilão: Galaxy S4 de 16 GB reserva quase metade do espaço para o sistema « Meio Bit()

  • Pingback: De novo? Galaxy S5 de 16 GB come mais da metade do espaço interno()