4 Coisas (apud Pablo Peixoto) que faltaram no keynote da Apple

Não vou falar das miudezas, como cabos e adaptadores, ou a incrível mas já tediosa exposição dos números da Apple. O foco aqui é o que não foi mostrado, por pura estratégia. Vamos a eles:

1 – Mapas

Nada foi falado. Tim Cook se desculpou de forma atípica para a empresa, algum tempo atrás, e o caso está encaminhado. A Apple vai virar mundos e fundos para consertar a hagada, e enquanto isso não acontecer, não faz sentido chutar cachorro morto, ainda mais depois que você vendeu o cachorro pros seus usuários.

Os mapas ficaram de fora inclusive da apresentação do iPad, tradicionalmente uma plataforma excelente pra esse tipo de uso. Sete meses atrás eram a estrela da casa. Faz parte.

2 – Apple TV

Manja a sogra que visita sem ser chamada, fica o dia inteiro monopolizando a televisão, assiste Vale a Pena Ver de Novo, todas as novelas mas de vez em quando faz um cozido sensacional? Essa é a Apple TV. Não cresce, ainda é geek demais, mas tem uma base fiel de usuários, e todo mundo dentro da Apple adora o brinquedinho.

Ela é uma espécie de Irmã Especial do iPhone. Limitada, com diversos problemas, não faz muito do que os outros fazem, mas é muito amada e nunca será deixada para trás.

Esse Forrest Gump da Apple raramente apareceu em 2007. Foi atualizada em 2008, ganhou uma segunda geração em 2010 e uma terceira em 2012. Nesse meio-tempo o iPhone teve 6 encarnações.

A Apple não sabe o que fazer com a Apple TV. Ela é grande demais para ser cancelada e pequena demais para ser relevante. É um projeto que caiu nas graças de Steve Jobs e foi tão bem-vendido internamente, e é tão barato no Grande Esquema das Coisas, que ninguém é desalmado a ponto de puxar a tomada.

3 – TV Apple

Todo evento da Apple aparece um monte de site anunciando a chegada da TV da Apple. Uma espécie de Reed Richards TV, muito além de uma simples Smart TV. Seria ótimo, mas o pessoal mais sensato duvida que a Apple vá entrar nessa área.

O mercado de TVs é muito restrito. As pessoas não estão dispostas a pagar tanto quanto seus gadgets, a meia-vida de uma TV é enorme, e a receita total do segmento é de US$30 bilhões. Isso pra Apple é troco de pinga.

Muito provavelmente a aporrinhação de investir na área não compensará o retorno obtido. Mesmo assim, cobram.

4 – Siri na Toca, digo, no Mac

Não há nenhuma justificativa técnica para Siri não funcionar nos Macbooks. Ao menos do lado do cliente. Muito provavelmente a Apple não vê utilidade no serviço rodando num computador fixo, e o consumo de recursos de servidores não compense o investimento.

Mesmo assim é algo que muita gente quer, para poder realizar o sonho de todo fã de ficção científica, conversar com o computador e ele responder, sem sermos taxados de esquizofrênicos. (quem assistia House reconheceu a citação).

Claro, ainda há muito a fazer antes de um sistema de controle de voz ser realmente seguro num PC, mas alguém tem que ser pioneiro, e a Apple é boa nisso.

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja