Segundo designer do Assassin’s Creed III, Easy mode pode arruinar um jogo

dori_ac3_04.09.12

E se de um lado temos o responsável pelo Dark Souls estudando a possibilidade de fazer com que seu jogo se torne mais acessível, do outro temos a opinião de Alex Hutchinson, designer chefe do Assassin’s Creed III, que durante uma entrevista criticou duramente a ideia das desenvolvedoras incluírem modos mais fáceis nos games para fazer que um número maior de pessoas possa aproveitá-los.

Muitos jogos tem sido arruinados pelo easy mode. Se você tem um shooter onde devemos nos proteger atrás de objetos e muda para uma dificuldade mais branda, não precisará utilizar a proteção, é como se tivesse quebrado o game. Você faz um jogo que é essencialmente a pior versão possível dele. É como se pegasse um livro e dissesse, ‘Você quer a versão fácil ou a complicada?’

É claro que o problema se agrava por estarmos falando de uma mídia onde a habilidade do usuário deve ser levada em conta, ao contrário de um filme ou livro e embora eu concorde que a variação de dificuldade possa alterar consideravelmente a experiência, não gosto muito da ideia de fazer com que os não gostam muito de títulos mais desafiadores não possam aproveitar este ou aquele jogo.

Ter nas mãos um game que funciona como um passeio pelo parque pode fazer com que ele se torne entediante rapidamente e até mesmo passar uma imagem equivocada do que os criadores planejaram, mas no fim acho que o melhor é deixar que o consumidor decida se quer ter algum desafio ou apenas sentar diante da TV e deixar que tudo passe diante dos seus olhos sem praticamente lhe exigir algum reflexo. Só não vale reclamar depois que o jogo não tem muita graça.

[via Edge]

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • http://www.facebook.com/savioladeira Savio Ladeira

    Lembra quando os jogos não mostravam o final completo no Easy? Eu achava bom, pois treinava no modo mais fácil para depois encarar os níveis mais difíceis. Acho que seria válido. Sobre a comparação com o livro é a mesma coisa que ler um Shakespeare na versão teatral ou uma adaptação mais literária. Com os dois é possível aproveitar a história, mas só na original se terá uma experiência completa.

  • http://www.facebook.com/people/Aleandre-Da-Silva-Costa/100000014529639 Aleandre Da Silva Costa

    Antigamente alguns jogos resolviam isso no modo easy as fases eram menores, aparecia menos coisa, e o final não era completo. Ou seja você podia treinar no easy, e quando jogasse no modo dificil aparecia mais coisas no jogo, e você ainda tinha o estimulo de ver o final completo. Dessa forma mesmo terminando o modo easy ainda se tem estimulo pra jogar o modo normal e quem gosta de jogar no modo normal não perde nada.

    • Bruno Rocha

      Mas hoje em dia isso não mudou. Alguns jogos só são completamente explicados se o cara jogar no Hard, nada de Normal ou Easy.
      Hoje ta muito comum cara comprar um jogo e só joga-lo apenas uma vez. Igual ao criador do tópico, que toda semana compra 1 dúzia de jogos e sequer joga a maioria.

  • http://twitter.com/Cyber_Ramses/ Ronaldo Gogoni

    Quando eu digo que a pior burrada que a Capcom fez no Mega Man 10 foi ter colocado Easy Mode eu sou o chato…

  • Eng. Mateus Pires Leite

    Também sou a favor de não existirem escolhas de dificuldade nos jogos, acho que a experiência do dele aumenta consideravelmente quando o jogamos em uma dificuldade mais elevada.. Acredito que o jogo deveria evoluir o nivel de dificuldade conforme o progresso do mesmo. Assim todos teriam a chance de se adaptar ao jogo antes que o “pau quebrasse”. Claro, o jogo não deveria começar no nivel Very Easy e chegar ao Insane ao final, pois assim criaria uma disparidade muito grande, mas pelo menos fazer uma mescla razoavel entre Easy e Hard.

  • http://alexkoti.com Alex Koti

    O melhor seria que os jogos pudessem ter uma inteligência artificial desenvolvida o suficiente para se adaptar a cada jogador. Assim, o jogo sempre poderia aplicar um nível de desafio proporcional à habilidade do jogador, sem fazer com que ele chegue naquelas fases “rage quit”

  • William De Oliveira Ferreira

    num vale reclamar mas a galera reclama. Pergunto: quantos jogeram serious sam 3 no nível serios?

  • Bruno Rocha

    A culpa disso é dos “hard core games”, que são um bando de babacas que se acham “gamers”, reclamam que o jogo é muito difícil, ai quando vem um fácil dizem que o jogo é sem graça.

    Os jogos deveriam vir assim:

    Difficult Mode:

    Noob
    Hard Core stupid gamer
    Normal
    Hard
    F**king Boss