Bradesco Next: Eles têm a tecnologia

bradesconext1

Semana passada fui convidado a participar da inauguração do Bradesco Next, no Shopping JK, em São Paulo. Cheguei sem entender o que era aquele espaço, qual era a proposta. É uma agência? Uma lojinha? O caixa eletrônico mais chique do mundo? Uma roleta-russa caso algum advogado da Pixar veja aquele robozinho?

Nada disso. É um espaço de evangelização, e é muito, muito legal.

O Next não é voltado só para clientes. Ninguém vai tentar te empurrar um CDB, e a rigor o pessoal lá não quer te vender nada, exceto o banco inteiro, figurativamente, claro. Eles querem fugir daquele velho discurso bla-bla-bla inovação, tecnologia, etc, mostrando que o compromisso não é futuro, é presente.

Se há algo de bom que saiu do período de hiperinflação foi a competição darwinista feroz entre os bancos, gerando uma tecnologia de automação sem igual no mundo. Nossos serviços de homebanking são excelentes, eu nem sei a CARA da minha gerente. Na verdade tem alguns anos que não vou à minha agência.

 

Um dos objetivos do espaço é demonstrar como tudo pode ser feito online, via tablets, smartphones e notebooks. Hoje 1/3 dos clientes do Bradesco executa todas as transações por meios eletrônicos, mas eles querem mais.

Uma das tecnologias envolvidas envolvia celulares, mas não smartphones, focando no público de baixa renda, e foi o que achei mais legal: Via SMS é possível executar várias tarefas, inclusive pagamento de contas cadastradas. Não através daquela abominação chamada WAP, mas simples “torpedos” (odeio esse termo).

Boa parte do espaço é ocupada por telões interativos, e meu faro geek na hora percebeu algo familiar: Microsoft Kinect. Eles utilizam para detectar pessoas passando diante das telas e quando é o caso, modificam o material exibido, para chamar o visitante para a interação.

Mexe-se e acena-se, mas quando a gente chega perto, o Kinect não consegue mais funcionar, então entra em ação outra tecnologia: Um sistema de radar que transforma qualquer tela em touchscreen.

Também dá para brincar com soluções de biometria, é bem legal se cadastrar em uma tela, depois ir para outra mesa estilo Surface, colocar a palma da mão em um sensor e ser reconhecido. Usar caixas eletrônicos sem cartão é uma promessa muito, muito atraente. Claro, os atendentes estão adestrados para explicar que o sistema não funciona se arrancarem a sua mão. Só espero que o ladrão saiba disso.

Os caixas “futuristas” também são bem legais. Estão testando um modelo novo, com biometria, uma tela enorme, interface renovada e um detalhe super-chique:

bradesconext2

Está vendo o vidro, na frente do caixa? Ele é polarizado. Se outra pessoa chega no caixa da frente, ele fica fosco. No segundo andar há uma salinha de gerente com uma mega mesa surface que ao apertar de um botão tem todas as paredes de vidro transformadas de transparente em fosco, igual ao que todo mundo jurava que era efeito especial no Soma de Todos os Medos.

Outro briquedo super-legal: Um simulador de sonhos. Não, nada Inception, mas uma mesa onde você coloca fichas, indicando seus objetivos de vida, como carros, mulheres, mansões, mulheres, iates, mulheres, cem mil dólares, mulheres, indica quanto custa seu sonho, em quanto tempo quer conseguir e ele mostra, de forma gráfica, quanto você precisa economizar ou emprestar pra concretizar o sonho:

bradesconext3

Qual o objetivo disso? Dar ao cliente uma forma lúdica de ver uma operação financeira. Fugir das planilhas chatas e indecifráveis. Fazer o cara descobrir por si mesmo o que acontece se trocar o carro de R$100 mil por um de R$50 mil, e adiar a compra em dois anos. Como? Arrastando a ficha com o símbolo na mesa. Bem mais divertido que uma interminável fileira de números, ao menos nessa fase.

Uma tecnologia que já está em implantação e é até ecológica pois salva as árvores, nossas amiguinhas, é o quadro de tarifas eletrônico. Legalmente toda agência bancária tem que exibir as tarifas cobradas pelo banco. Isso significa papel, tinta, impressão e o estagiário que esquece de atualizar e o cliente reclama pois listam um preço e cobram outro.

O quadro eletrônico é uma tela touchscreen mostrando os valores das tarifas, informações úteis, cotações de dólar e ações, e muito mais. É a evolução mais lógica, e tirando os caixas eletrônicos, o que será implementado mais rápido. Eu odeio papel, então me identifiquei bastante com a idéia.

bradesconext4

O espaço tem até um loungezinho, onde você pode sentar em volta de uma mesa no estilo Surface e folhear revistas, com todas aquelas firulas de girar, ampliar, etc. Há até um sensor biométrico, para personalizar a experiência. A mesa tem –e isso foi só pra esnobar mesmo- um dispenser de água. você seleciona a opção, ele abre uma portinha na mesa e sai uma garrafa. Como não sou correntista, testei sem medo. Se fosse provavelmente debitariam em conta, afinal banco é banco 😉

Embora tecnicamente seja obrigado a ser um posto de atendimento, o Next é uma vitrine tecnológica, um bom passeio para geeks que estejam nas proximidades, nem que seja para ver o fruto da união profana entre a Eve e o Wall-E.

O Bradesco Next fica no último piso do Shopping JK Iguatemi, na Av Presidente JK, 2041 – Vila Olímpia, São Paulo. Não é preciso ser correntista, nem comprar nada. É só passar e brincar com o que usaremos no futuro, em 2014 provavelmente.

Relacionados: ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • Gostei da tecnologia, mas ainda não vou muito com a cara do Bradesco!

  • Pingback: Bradesco Next: Eles têm a tecnologia – Meio Bit | suporte-robot-posters.net.tf()

  • Pingback: Bradesco Next: Eles têm a tecnologia – Meio Bit – blog master blue « blogmasterblue()

  • De nada adianta uma demonstração legal como essa se o internet banking e pessoa jurídica precisa de Windows e Internet Explorer pra funcionar.

    • Luiz Felipe

      Verdade, podiam ser feitos em DirectX usando o CryEngine 3, rodando no novo xbox que ainda não saiu.

    • Rodrigo Fante

      Eu tenho conta no Bradesco, uso mac e nunca precisei do IE para nada ainda, faço tudo, pagamentos, transferências etc. pela internet no Safari, sem plugin, sem java, sem nada.

      • Como pessoa jurídica? Tenta ligar para o Bradesco e pedir auxílio para gerar os certificados digitais para conta PJ, mas avisa que não é no Windows. O atendente vai dizer que só funciona no Internet Explorer. E eu sei que é por causa de um ActiveX nojento.

  • Pingback: Bradesco Next: Eles têm a tecnologia – Meio Bit – blogger blue star « bloggerbluestar()

  • Considerando que o Bradesco foi o pioneiro muita coisa relativa a informatização de serviços bancários, é normal ele dar esse pontapé inicial. Achei duca, na primeira oportunidade visitarei. 🙂

    • Alguém mais lembra daquele cartucho de mega drive pra ver saldo de conta lá nos anos 90?

      • O Telebradesco Residência; eu lembro dele, é um item de colecionador raríssimo.

        Era um cartucho com modem de 14,4Kbps embutido que o Bradesco distribuia para correntistas, isso lá em 1995, um ano ANTES da Tec Toy lançar o Mega Net!

  • A última vez que fui na minha agência onde fica minha conta foi em 2004, porque o cheque para contratar o aluguel do apartamento entrou em “suspeita” porque a assinatura não batia com as que tinham registradas nos cartões de lá. Fui para confirmar o débito e para atualizar as assinaturas, para nunca mais voltar 😀

  • Marcelo Guedes

    Comentário bobo, mas tenho que fazer: a referência ao Pica-Pau foi hilária! haha.

    Ótimo artigo. Bom ver os bancos se mexendo para trazer mais praticidade pra gente. Que a segurança receba tanta atenção quanto a inovação.

  • Pingback: Bradesco Next: Eles têm a tecnologia – Meio Bit – internet pink blog | internet pink blog()

  • Eng. Mateus Pires Leite

    Eles estão tão avançados em tecnologia e ainda utilizam COBOL…

    • AsC3

      Se você tiver a mínima noção do volume de transações que os maiores bancos do Brasil possuem, vai entender o pq do COBOL…
      O importante é montar uma casca com bons estudos de interface homem maquina e deixar o backstage pro ótimo e velho Cobol!

      • Luiz Felipe

        Na verdade é mais facil mandar o homem a marte do que reescrever todo esse código em cobol, talvez com o livro dos mortos se consiga ressucitar os programadores originais, mas mesmo assim corre-se o risco de ninguem saber realmente o que aquela coisa faz.

    • E qual o problema? Senta lá, Java (e .NET, Ruby, Python e cia ltda).

      Na tecnologia não existe nada mais apropriado para processamento de grandes volumes de dados do que COBOL e um mainframe.

      • Não só apropriado como seguro. A sintaxe é simples e como diz meu professor, COBOL não dá pau.

      • Depende da situação. Já trabalhei num sistema bancário (de um banco público, inclusive) que era utilizado COBOL. O sistema foi reescrito em Java e rodava 3 vezes mais rápido que o COBOL para o mesmo volume de dados. Inclusive era considerado o sistema em COBOL mais eficiente para processamento de dados do banco inteiro.

    • Hum rum eles e praticamente toda grande empresa.
      A única raiva q eu tenho do Cobol é que eu mesmo não sei programar nessa linguagem se tivesse disciplina para aprender ganharia bem mais do que hoje.

      • Você só pode estar de sacanagem! Todos os profissionais que programam em COBOL que conheço ganham bem menos que os que programam em Java ou .NET.

  • AsC3

    O Itaú fez algo semelhante…. Estou curioso para ver ambas agencias!

  • lordtux

    Po Cardoso, se o robozinho da ultima foto funcionar e você não tiver brincado com ele não vou perdoar.

    • O robozinho é bem legal, mas o kibe é tão gritante que não consegui apreciar.

  • É muito bacana mesmo ver o que iremos ter em termos de automação no futuro, mas….

    Com o tanto de grana que nos é roubado com as taxas abusivas e absurdas, é fácil entender como eles tem “cash” pra bancar o futuro. Parabéns ao sistema bancário mais lucrativo do mundo!

  • Por isso que a taxa do Banco é tão cara… putz… Eu prefiro que diminua juros, taxas, tudo isso ao invés de um monte de tecnologia desse tipo.

  • Pingback: Bradesco Next: Eles têm a tecnologia ? Meio Bit – Site Sucesso | internet-smart-universe-power()

  • Pingback: Bradesco Next: Eles têm a tecnologia ? Meio Bit – Site Sucesso | internet-money-universe-generation()

  • Pingback: Bradesco Next: Eles têm a tecnologia ? Meio Bit – Site Sucesso | enterprise-energy-universe-revolution()

  • Pingback: Bradesco Next: Eles têm a tecnologia ? Meio Bit – Site Sucesso | site-imagination-space-power()

  • Pingback: Bradesco Next: Eles têm a tecnologia ? Meio Bit – Site Sucesso | enterprise-money-universe-generation()

  • Pingback: Bradesco Next: Eles têm a tecnologia ? Meio Bit – Site Sucesso | site-energy-universe-generation()

  • André Rocha

    Não adianta nada fazer isso sendo que o netbanking é horrível, confuso a ponto de vc pedir o saldo de 30 dias e ele não te mostrar o saldo atual, mas apenas o de 5 dias atrás, porque se vc quiser o saldo atual tem que selecionar essa última opção.

    Além de cobrar anuidades de cartão de crédito que eu não só não pedi como não existem. Nisso, o BB dá um pau no Bradesco, mesmo com a reformulação (do BB), que não agradou a todos.

    • Rodrigo Fante

      Me desculpe, mas o internet bank do BB é pior que já usei no Brasil, sou cliente do Bradesco e BB, só o do Bradesco funciona no mac.

  • Cara sou correntista do Bradesco já a uns 10 anos e posso falar que em matéria de tecnologia dá de dez. Os aplicativos para iphone e o internet banking sempre foram os melhores e mais completos.

  • OverlordBR

    Tem certeza que não é a ponte de comando da Enterprise?

  • Esse lance de painel touch screen com informações de tarifa já funciona no Itaú. Fui numa agência que tinha isso e achei bem legal e mais eficiente, inclusive.

  • Pingback: Bradesco lança depósito de cheque via smartphone. – Meio Bit()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia