Digital Drops Blog de Brinquedo

Open Office 2.2

Por em 31 de março de 2007
emOpen-Source
Mais textos de:

Site
  • frtnbrasil

    Uso desde quando era staroffice. Nunca precisei do MS office

  • Persechini

    alguma noticia sobre como será que anda a compatibilidade com o office da MS? jah fiz trabalhos semi-colaborativos (um escreve, manda por msn, outro escreve, volta por msn) onde depois de meia hora discutindo os layouts estranhos, trocando screenshots vimos que qualquer layout com imagens no writer era desconfigurado no word e vice-versa, o que nao eh um probleminha pequeno na minha opiniao se o suite quer ser levado mais a sério

  • http://www.brunogross.com brunogross

    Pros que me consideram anti-open source, eu uso BROffice a muuuito tempo. Tenho a versão 2.1 instalada. Não gosto de usar software crakeado e como naum tenho coragem de comprar o ofice uso ele…:D

    A questão da compatibilidade é séria mesmo…

    E o Base não serve pra porcaria nenhuma

    Bruno Gross – http://www.brunogross.com

    • Persechini

      tudo bem, o access tambem nao

    • http://meiradarocha.jor.br José Antonio Meira da Rocha

      O Base serve para interface com vários bancos de dados.

      José Antonio Meira da Rocha

      • http://www.brunogross.com brunogross

        Se serve, serve muito mal pois nunca vi ninguém que use isso…

        Bruno Gross – http://www.brunogross.com

  • http://www.infob.com.br/loja2 epassos

    Esta realmente é uma ferramenta maravilhosa. Pena que ainda existam incompatibilidades com o Office da MS.

    Veja mais sobre o mundo da informática e outros penduricalhos em http://epassos.blogspot.com

    • http://meiradarocha.jor.br José Antonio Meira da Rocha

      O MS Office é que é incompatível com padrões abertos,
      não o contrário.

      José Antonio Meira da Rocha

      • Hawk

        Por isso que o MS Office domina, seus concorrentes não reconhecem seus problemas.

  • http://magno-naval.blogspot.com magno

    Concordo com o José Antônio. Alguém aí já tentou, só por curiosidade, procurar a fonte de um arquivo do Office?

    Os formatos DOC, XLS, PPT e outros são todos fechados.

    O que você encontra é alguém que traduziu os arquivos na mão e postou na internet o que ele entende que é “mais ou menos” o formato. Daí não há como ter compatibilidade total.

    Agora, formatos como RTF, do Lotus 123, VRML, U3D, DXF, DXB, do OpenOffice, BMP, JPG e até, quem diria, do PDF estão aí para quem quiser se aventurar.

  • Mr Karate

    Os formatos do Office são fechados porque podem ser fechados. E o OpenOffice é que anda na contra mão sendo incompatível com os formatos consolidados no mercado há muitos anos. Só pegou porque é de graça, se cobrassem um real não teria tido aceitação alguma.

  • http://magno-naval.blogspot.com magno

    Mr Karate,

    O OpenOffice não é incompatível com “os formatos consolidados no mercado há muitos anos”, ele lê DOC, XLS e PPT, só não o faz perfeitamente porquê o formato é fechado. Aquela figura que você alinhou com o mouse fica uns 20 pixels para o lado e coisas do tipo.

    Quais “formatos consolidados no mercado” o MS Office lê que não seja DOC, XLS, PPT, os formatos dela própria. Ela começou bem aceitando XML mas acabou criando o próprio XML e aí caiu no meu conceito denovo. Tentou colocar o PDF mas fez isso sem a permissão da Adobe.

    O OpenOffice lê e salva 20 formatos a mais que os criados por ele próprio, e salva em PDF com permissão da Adobe.

    Você se contradisse ao dizer que dá para ser compatível com um formato fechado. Se eu fosse cego e não soubesse o número da minha namorada, como eu saberia que tamanho de roupa comprar?

    O OpenOffice é grátis agora, mas ele foi aceito e se consolidou a muitos anos quando ainda era StarOffice, PAGO.

    Atensiosamente, Magno

    P.S.: Uso MS Office original, Windows XP original e estou estudando para ser Desenvolvedor Certificado Microsoft.

    • Mr Karate

      Se não faz perfeitamente, de duas uma:
      Ou passa a fazer perfeitamente ou não faz.
      Se figuras desalinhadas fossem um problema sério ou o único problema eu não reclamaria. O próprio Word faz isso. Documentos mais complexos tendem a dar mais problemas. E ficar consertando coisas que deveriam funcionar ao invés de levar o trabalho a diante é desperdício de tempo.

      É óbvio que o MS Office se preocupa mais com os formatos dele mesmo, pois são ESTES os formatos consolidados no mercado. Não adianta, se o arquivo da um probleminha pra abrir, mesmo que seja tranquilo pra você resolver, sempre terão outros 10 que te mandaram o arquivo de volta. Não vão mexer no layout ou reescrever macros e fórmulas do Excel no Calc. É perda de produtividade.

      O OpenOffice salva num monte de formatos que na maioria das vezes não fede nem cheira.

      Onde foi que eu disse que da pra ser compativel com um formato fechado?? Eu disse que os formatos do MS Office podem ser fechados, no sentido da Microsoft poder manter eles assim porque é a concorrência que ainda corre atrás.

      O StarOffice continuou sendo PAGO depois da criação do OpenOffice e (graças a Deus) morreu após a versão 7.

      Eu reclamo porque lido com muitas pequenas e micro empresas. E o modelo atual do Software Livre exclui estas empresas. Não da pra ficar fazendo testes em distribuições e outros programas meia bomba. Ou funciona ou não funciona. Não estou dizendo que Software Livre seja inferior ao propritário. Mas que ele ainda não oferece todos os recursos necessários para empresas que não podem correr risco de jeito nenhum. E parece não estar interessado.

  • Persechini

    Se o openoffice quer uma fatia maior do mercado ele tem 2 opções:

    1 – se compatível com os padrões consolidados (se soh tem o office, pena, mas nunca houve concorrência “séria” como o OO.o antes) e 20 pixel eh eufemismo. qualquer coisa que não seja texto com formatação simples torna-se inviavel para uso profissional

    2 – desbancar os concorrentes, como fez o próprio windows nos anos 80 e como o linux vem tentando fazer fora dos seus antigos nichos

    eu gostaria de ver o primeiro cenário se concretizando. um aluno de faculdade ou escritor de fim de semana não precisam dos milhares de recursos do office voltados para uso corporativo (apesar de a versão home & student ter a relação custo/recursos compatível com a classe média) enquanto numa empresa nao pode haver duvida se o documento vai sobreviver passado de uma sede para outra soh pq cada estação usa versoes diferentes do office ou do OO.o. o pdf ajuda, mas nao resolve quando os documentos tem que ser alterados por diversas pessoas (tipo no trabalho de faculdade que eu mensionei anteriormente)

  • Tejo

    Onde encontro a versão global?

    • tiagobugarin

      Eu não encontrei também… até onde eu saiba BrOffice.org é a tradução brasileira, por mais que eu não goste desse negócio de mudar o nome e ser o mesmo pacote.

      • Persechini

        aparentemente a versão brasileira mudou de nome pq jah existe uma empresa daqui que usa o nome open office (deve ser de soluções para escritorio), entao o pessoal mudou pra br pra evitar eventuais problemas

  • tiagobugarin

    A palavra é interoperabilidade. É isso que os governos de vários países estão querendo da Microsoft e dos demais fornecedores de software e a razão é muito simples: liberdade.
    Liberdade pra trocar de fornecedor quando quiser e não ter que sofrer para migrar os documentos gerados por um software para outro.
    Padrões “consolidados” (que uso ingênuo da palavra, eu diria ‘imposto pelas práticas de traficante que a Microsoft usa’) não são agora tão importantes para os governos e grandes empresas, são padrões interoperaveis que importam.
    Tanto é que a Microsoft agora corre atrás de tornar o seu novo formato de documentos um padrão ISO, coisa que o padrão OpenDocument (usado pelo OpenOffice.org, entre muitos outros softwares; que não foi criado exclusivamente pelo/para OpenOffice.org) já é a algum tempo. E tem mais história!
    No processo de ‘ISOficação’ os formatos dos documentos propostos pela MS contam com um calhamaço de mais de 6000 páginas e alguns itens do padrão estão atrelados ao sistema operacional tornando uma implementação por parte de outras suites inviável (alguém aí tem o código fonte do Windows?); ao passo que o padrão OpenDocument tem meras 700 páginas e é totalmente independente de plataforma.
    Se continuar desse jeito a MS vai levar uma sequência de portas fechadas nos próximos anos porque terá um produto interoperável apenas entre si mesmo (e olhe lá! alguém aqui já viu que maravilha é a compatibilidade do MS Word 2004 for Windows e o MS Word 2004 for Mac? um lixo!)
    Agora, porque eu falei o tempo todo de governo aqui? Porque eles são os grandes clientes da Microsoft que faz uma venda casada maravilhosa vende o MS Office e tem que ir junto o MS Windows e essa bolada são alguns milhões de reais seus sendo enviados para uma empresa fora do país enquanto que o desenvolvimento de software local (que é muito bom, diga-se de passagem; nossos desenvolvedores são vistos como uns dos melhores do mundo junto com os indianos) não recebe incentivo.
    É comum ouvir gente falar da dependência do país de produtos extrangeiros mas acham que é bonito usar Windows pirata com MS Office pirata em casa e levar essa cultura para seus empregos que gastam milhares ou milhões de Reais por ano em produtos desenvolvidos fora do país e ao qual não é possível nem mesmo personalizações adequativas a situações específicas de uso do software. Quer um plugin pro seu sistema de escritório importar páginas de um PDF pra dentro do documento de forma editável? Se for MS Office faz um pedido de adição de funcionalidade e aguarda a próxima versão pra ver se sai e paga por ela de novo; se for, por exemplo, OpenOffice.org paga prum cara desenvolver e vc tem isso em um curto espaço de tempo (se é que alguém já não fez o que vc precisa e vc pode usar de forma livre!)

    Voltando ao início. Quer piratear e levar sua cultura de roubo e irresponsabilidade pra casa? Faça como quiser, a casa é sua, o computador é seu, os documentos são seus e a prisão quem abriu, entrou, trancou e arremessou a chave longe foi vc. Mas não venha defender um protocolo de documentos fechados e achar isso certo sem reflexão e sem informação.
    Esse site usa Drupal, software livre para gerenciamento de conteúdo, se ano que vem os admins quiserem usar o Plone, também software livre vai ser moleza levar todo o conteúdo do site pra nova plataforma.
    Se usasse uma ferramenta proprietária uma migração poderia ser impossível ou extremamente penosa.